close

CARROSSEL: “Meu coração está partido”, diz Hildon sobre prisão de assessora pela PF

De acordo com Hildon a prisão de Patrícia Cruz é uma injustiça e o deixou com o coração partido

DA REDAÇÃO

5 de Setembro de 2019 às 10:58

CARROSSEL: “Meu coração está partido”, diz Hildon sobre prisão de assessora pela PF

FOTO: (Divulgação)

Durante coletiva de imprensa concedida nesta última quarta-feira (4) o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) lamentou a prisão da Superintendente de Licitações do Município, Patrícia Cruz, durante a deflagração da operação Carrossel pela Controladoria Geral da União – CGU e Polícia Federal – PF.

 

De acordo com Hildon a prisão de Patrícia Cruz é uma injustiça e o deixou com o coração partido, uma vez que trata-se de uma pessoa que ele conhece pessoalmente há 20 anos em trabalhos desempenhados dentro do Ministério Público de Rondônia – MP/RO e Ministério Público de Contas do Estado de Rondônia.

 

VEJA MAIS

 

CARROSSEL: Ex-secretário e Superintendente de Hildon Chaves são presos pela PF

 

CARROSSEL: PF deflagra operação para combater desvio de recursos públicos na Semed

 

CARROSSEL: Operação na Prefeitura de Porto Velho tem 5 mandados de prisão

 

CARROSSEL: Hildon Chaves ainda não se manifestou sobre operação da Polícia Federal

 

CARROSSEL: Principal assessor de Hildon Chaves chega na SEMED, PF ainda no local

 

CARROSSEL: Superintendente da CGU diz que crise do transporte não foi culpa da operação Ciranda

 

“Me parte o coração a situação da Patrícia, estamos falando de uma profissional que gerou mais de R$ 115 milhões de economia para o município”, afirmou Hildon Chaves.

 

Para o prefeito da capital rondoniense essa prisão foi injusta uma vez que Patrícia teria realizados todas as ações necessárias e legais no que diz respeito ao contrato de transporte escolar.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS