BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

MISTÉRIO: Caso do prefeito rondoniense que ficou “peladão” em hotel de Brasília faz um ano

A reportagem inicialmente divulgada pelo jornal Metrópoles apontava a farra que prefeitos de todos os cantos do Brasil faziam em hotéis da Asa Sul

DA REDAÇÃO

01 de Abril de 2020 às 10:21

Foto: Divulgação

O caso do “prefeito peladão”, uma vexatória cena que despertou a atenção de todo o país e colocou mais uma vez o nome de Rondônia nas manchetes nacionais em uma pauta negativa completa um ano nesta quarta-feira (1).

 

A reportagem inicialmente divulgada pelo jornal Metrópoles apontava a farra que prefeitos de todos os cantos do Brasil faziam em hotéis da Asa Sul de Brasília, conhecidos por favorecer a prostituição de luxo e o tráfico de entorpecentes.

 

Imagens das câmeras de segurança de um desses hotéis registrou o momento em um que um prefeito do Paraná recebe um “agrado” oral de uma dessas acompanhantes dentro do elevador.

 

Veja mais:

 

PELADÃO: Prefeito de cidade em RO é flagrado andando nu em hotel de Brasília

 

Pouco tempo depois, no mesmo elevador, um prefeito de uma cidade de Rondônia foi gravado atordoado e nu, logo em seguida andou pelos corredores do prédio e foi parar no saguão da recepção, sendo interpelado por seguranças, que apenas não o expulsaram do local pela sua patente política e por ter alegado que havia misturado bebida alcóolica com remédio controlado.

 

Na época, à reportagem do Rondoniaovivo entrou em contato com o jornalista brasiliense que havia produzido a reportagem, ele afirmou que não poderia revelar quem era o prefeito sob risco de receber processo judicial.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

Ministro da Educação anuncia, por meio de rede social, adiamento do prazo para se habilitar à prova. Pagamentos podem ser feitos até um dia depois da data final para garantir a participação. Até o meio-dia de ontem, mais de 5 milhões de pessoas tinham feito o cadastro

23 de Maio de 2020 às 10:36