BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DENÚNCIAS: Presidente Laerte Gomes cobra fiscalização do Procon nos supermercados

Parlamentar recebeu uma série de denúncias sobre abusos de preços em Rondônia

ASSESSORIA

27 de Março de 2020 às 14:22

Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) cobrou o empenho do Procon (Agência de Defesa e Proteção do Consumidor) para realização de diligências nos supermercados de todo Estado para coibir abusos nessa época de pandemia do novo Coronavírus. Segundo denúncias levadas ao parlamentar, os preços de alimentos básicos estão subindo vertiginosamente, sem motivo aparente porque a logística não foi atingida pela crise.

 

Em Cacoal, o preço do arroz disparou. O produto, cuja marca é procedente de Rondônia, subiu de R$ 13,00 para R$ 16,00 em Cacoal e Porto Velho. “Não podemos permitir que haja aumento abusivo dos preços”, defendeu o presidente da Assembleia Legislativa.

 

Na semana passada, o Procon fez fiscalizações junto com a Polícia Civil em farmácias e supermercados para aferir os preços do álcool em gel e máscaras de proteção. Alguns estabelecimentos foram atuados porque estavam com preço dobrado dos produtos. Para Laerte, aumentar os preços em época de crise é um crime e deve ser punido pelas autoridades judiciárias. “O Ministério Público precisa agir e a polícia também. Precisam prender o mau empresário que aumenta preço de comida quando as pessoas estão em pânico com essa doença”, asseverou.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS