BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS: Confúcio Moura estabelece trabalho em casa aos assessores do gabinete

O senador destacou ainda o posicionamento da ONU, que classificou nesta semana, o crescimento da doença como pandemia. “A prevenção neste caso é a melhor estratégia de combate”.

ASSESSORIA

13 de Março de 2020 às 16:01

Foto: Divulgação

Depois que o governo do Distrito Federal publicou um decreto suspendendo aulas e eventos públicos como medidas de prevenção a transmissão do coronavírus, o Congresso Nacional seguiu na mesma linha, mantendo a entrada apenas de parlamentares, servidores, profissionais da imprensa, representantes de órgãos públicos e fornecedores credenciados. Contudo, o senador Confúcio Moura (MDB), de Rondônia, foi além, e decidiu na quinta-feira (12), manter o trabalho legislativo remoto, apenas em home office. 

 

Ao usar o plenário, Confúcio Moura disse que a sua equipe montará um grupo de trabalho no WhatsApp, sob a coordenação do chefe de gabinete. “Nós temos hoje os sistemas. Não vamos aglomerar mais gente dentro do Senado”, explicou. O parlamentar comunicou ao Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e à Diretoria-Geral da Casa que irá deixar apenas uma pessoa no gabinete.  

 

Confúcio enfatizou que nas duas casas, Câmara e Senado, transitam uma quantidade de incalculável gente e, segundo ele, com essas as medidas, contribuirá com a prevenção. “Salvo outra decisão da Mesa Diretora, nós não voltaremos atrás. Enquanto isso, montaremos o home officee vamos trabalhar à distância”, detalhou. 

 

O senador destacou ainda o posicionamento da Organização das Nações Unidas (ONU), que classificou nesta semana, o crescimento da doença como pandemia. “A prevenção neste caso é a melhor estratégia de combate”. 

 

O parlamentar, que é um defensor da educação e trata o tema como principal bandeira em seu mandato, tem se empenhado em divulgar as melhores formas de prevenção contra as doenças transmissíveis, e um dos grupos mais sensíveis, segundo ele, é o das crianças que se encontram nas escolas, convivendo conjuntamente, um grande facilitador de contágio.

 

Desse modo, aproveitou o momento para exemplificar o papel da escola na sociedade, inclusive na prevenção das crises e, por meio de expedientes (ofícios), recomendou cuidados redobrados aos prefeitos e secretários de Educação do Estado de Rondônia. “Partilhei inclusive uma ideia prática, viável, sustentável e efetiva para a implantação de lavatórios comuns, lavatórios para o lado de fora da escola, lavatórios com tambor, um cano de água, torneira de cabo longo para você abrir e fechar com o cotovelo. É baratinho. Chama os pais, os pais ajudam. Não precisa gastar dinheiro”, disse

 

O senador enfatizou que a instalação de lavatórios comuns nas escolas não apenas ajuda na prevenção contra o coronavírus, mas de todas as doenças infectocontagiosas. “As crianças, principalmente nas escolas, levam a informação de como lavar adequadamente as mãos para suas famílias”, grifou.

 

Em tempo 

 

O senador aproveitou a Tribuna para lembrar da comemoração do Dia da Escola, celebrado no próximo dia 15, e apontou a realidade das instituições de ensino no país e as necessidades de investimentos. “Dia 15 é comemorada a data que celebra a importância da escola como instituição, para todos os estudantes, professores, para a sociedade em geral. Relembra, anualmente, o papel que a escola tem desenvolvido, o bem-estar das pessoas e, consequentemente, das sociedades. A escola é tudo, gente, a escola é tudo!”, concluiu.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS