OBRA DA MORTE: “Com 98% de certeza estará pronta no fim do ano”, disse Hildon Chaves em 2018

De acordo com Chaves essa seria a maior obra de drenagem desde a gestão do falecido ex-prefeito Chiquilito Erse.

DA REDAÇÃO

10 de Janeiro de 2020 às 15:55

Foto: Divulgação

No dia 15 de junho de 2018, realizando suas famosas “lives”, um hábito que o acompanha desde sua campanha à cadeira de prefeito de Porto Velho, o ex-promotor Hildon Chaves (PSDB), entrou no buraco aberto na avenida Mamoré, durante as operações iniciais no que seria a maior obra de drenagem desde a gestão do falecido ex-prefeito Chiquilito Erse.

 

No vídeo, Chaves afirma que a obra faria uma galeria de três metros e meio de profundida, quase cinco metros de largura, que iria drenar a água de todo o bairro Flamboyant e grande parte do Três Marias, o que colocaria um ponto final nas alagações comuns a essa região.

 

“Hoje nós viemos aqui até o buraco, esta é a maior obra de drenagem em execução no estado de Rondônia, a última obra desse porte foi realizada pelo então prefeito Chiquilito Erse, desde então nada sequer remotamente foi realizado em termos de drenagem na cidade de Porto Velho”, afirmou Hildon Chaves.

 

Sobre o prazo em que a obra ficaria finalizada para dar o pleno atendimento à comunidade, Chaves afirmou nessa data que até o final de 2018 a obra estaria concluída.

 

“Durante todo esse ano nós vamos trabalhar com drenagem nessa região, eu acredito com 99%, 98% de certeza que no final desse ano não haverá mais alagações nessa região, essa obra já estará implementada”, garantiu o ex-promotor Hildon Chaves.

 

 

 Tragédia anunciada

 

Nesta última quinta-feira (9) um idoso que transitava pela avenida Mamoré morreu após ser atropelado por um trator que realizava um serviço no local. No início da semana uma criança que estava na garupa de uma motocicleta sofreu graves escoriações após cair nessa mesma localização.

 

Após emitir uma nota em que dava a entender que a causa da morte seria desrespeito da vítima à sinalização, a prefeitura de Porto Velho voltou atrás e modificou o texto. Vale ressaltar que o local estava sinalizado, porém, após mais de um ano com a obra totalmente paralisada, a comunidade local rotineiramente se “aventurava” por dentro do canteiro de obras fantasma.

 

Veja: 

 

A CULPA É DE QUEM?: Família rebate Hildon Chaves após nota que culpou idoso por morte

 

URGENTE - AO VIVO: Identificado idoso que morreu atropelado em obra da prefeitura de PVH

 

CHOCANTE: Vídeo mostra idoso morrendo esmagado por trator da prefeitura

 

Um laudo deverá ser emitido pelas autoridades policiais para explicar as causas da morte.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS