BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

FICHA SUJA - Roberto afirma que vai para Brasilia 'amanhã' recorrer de sua condenação

FICHA SUJA - Roberto afirma que vai à Brasilia 'amanhã' recorrer de condenação

Da Redação

28 de Agosto de 2016 às 10:08

Foto: Divulgação

Uma situação irreversível que vai tentar 'contornar e ganhar tempo' em Brasília no STJ – Supremo Tribunal de Justiça. Esta é a real situação do ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT) após o “trânsito e Julgado”  de um processo de improbidade Administrativa nesta semana.

CLIQUE LEIA AQUI

 

Após publicação exclusiva do Rondoniaovivo que num dos processos que Roberto Sobrinho responde por dano ao erário, seu advogado perdeu o prazo para recurso e com isto, o candidato está fora das eleições para prefeito 2016, o petista e militantes da esquerda local partiram para defesa, da forma que melhor conhecem, atacando a imprensa e advogados e também mentindo para a população, dizendo que a informação é falsa.

FALANDO A VERDADE ENTRE AMIGOS

Porém, o candidato petista também fez circular entre militantes em grupo de whatszap  uma nota onde acaba confirmando tudo que foi descrito na reportagem ( Candidato fez até montagem em redes sociais dizendo reportagem ser falsa). No seu grupo de 'zapzap' escreve que realmente, perdeu o prazo de recurso, confirma que seu processo transitou em julgado e declara que está indo amanhã (segunda 29) para Brasília, tentar uma tutela de evidência no STJ – Supremo Tribunal de Justiça.

Se tudo é falso, porque o candidato está “indo para Brasília” tentar reverter situação?

Em sua nota no “zapzap”,  Roberto Sobrinho também afirma que vai ‘atacar’ sua condenação com uma Ação Rescisória, que é meramente protelatória, apenas para ganhar tempo.

E também ataca o poder judiciário rondoniense afirmando que acredita “na absoluta incompetência do juízo que prolatou a mesma”.

Outra situação que precisa ser apurada é a ameaça velada contra o advogado que protocolou a ação e contra o prefeito Mauro Nazif, quando na sua nota Roberto afirma que ambos viraram seus "alvos".

CONFIRA ABAIXO A NOTA DO CANDIDATO

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS