BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Políticos de Rondônia estão entre os mais ricos do Brasil e parte das fortunas pode não estar depositada nos bancos

O ex-senador Odacir Soares, proprietário da rádio Rondônia FM tem quase 2 milhões em dinheiro vivo

Da Redação

15 de Julho de 2014 às 08:35

Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral disponibilizou um sistema na internet para divulgar as informações sobre as candidaturas – DIVULGACAND – todos os dados referentes aos candidatos podem ser consultados neste sistema, inclusive a declaração de bens e as certidões da Justiça que mostram os processos que o candidato responde ou atesta que ele é um ficha limpa. O Sistema de Divulgação de Candidaturas pode ser acessado AQUI

Em Rondônia, um fato chamou a atenção das autoridades responsáveis de analisar as declarações de bens dos candidatos que registraram candidaturas. Foi verificado que alguns candidatos possuem grande quantia de dinheiro supostamente guardada em casa, dinheiro vivo, em espécie, verdadeiras fortunas, que podem não estar depositadas nos bancos. Veja a tabela a seguir:

CANDIDATO

NR

CARGO

PATRIMONIO

DINHEIRO VIVO

ESPÉCIE

Odacir Soares

1113

Dep Federal

3.174.540,00

1.900.540,00

Ivone Cassol

111

Senador

56.276.545,64

1.388.500,00

Expedito Junior

45

Governador

1.614.212,17

1.273.000,00

Guilherme Moreira Mendes

5555

Dep Federal

3.174.101,28

756.000,00

Carlos Magno

22

Vice-Governador

824.294,77

680.000,00

Acir Gurgacz

123

Senador

10.913.706,83

542.300,00

Marinha Raupp

1515

Dep Federal

2.271.194,02

500.000,00

Edgar do Boi

2727

Dep Federal

479.502,25

400.000,00

Deputado Flávio Lemos

2323

Dep Federal

1.400.000,00

400.000,00

Glaucione

27456

Estadual

805.000,00

400.000,00

Mariana Carvalho

4545

Dep Federal

497.883,84

385.564,00

Ezequiel Neiva

15789

Dep Estadual

350.000,00

350.000,00

Moreira Mendes

555

Senador

1.657.201,26

329.720,00

Expedito Neto

7745

Dep Federal

1.775.000,00

281.000,00

Valdivino Tucura

44789

Dep Estadual

1.179.266,59

250.000,00

Marcelino Tenório

44000

Dep Estadual

2.462.185,06

240.000,00

Dr. Amado Rahhal

11222

Dep Estadual

500.000,00

200.000,00

Adriano Boiadeiro

44222

Dep Estadual

665.000,00

200.000,00

Jaqueline Cassol

22

Governador

5.162.728,57

185.000,00

Claudia do Posto

1313

Dep Federal

316.000,00

180.000,00

Dilma Rousseff

13

Presidente

1.750.695,64

152.000,00

Dr. Airton Paraibinha

51123

Dep Estadual

713.443,24

135.744,00

Junior Donadon

1590

Dep Federal

130.000,00

130.000,00

Lindomar Garçon

1521

Dep Federal

458.500,00

98.500,00

Ribamar Araujo

13600

Dep Estadual

780.000,00

60.000,00

Nilton Capixaba

1406

Dep Federal

159.852,07

52.000,00

Fogaça do Observador

1478

Dep Federal

80.000,00

50.000,00

Francisco da EMATER

15222

Dep Estadual

500.000,00

50.000,00

Junior Dall Agnol

555

2 Sup Senador

163.976,14

50.000,00

Juarez Jardim

1111

Dep Federal

2.535.000,00

35.000,00

Adelino Follador

25500

Dep Estadual

1.582.527,67

25.000,00

Luiz Claudio

2222

Dep Federal

1.478.535,78

25.000,00

Mauro Carvalho - Maurão

11234

Dep Estadual

1.070.491,97

20.000,00

Airton Gurgacz

12123

Dep Estadual

1.987.710,56

17.101,02

Professora Doranilda

1133

Dep Federal

181.000,00

14.000,00

Amorim

1414

Dep Federal

10.500,00

10.500,00

Geraldo da Rondônia

20200

Estadual

582.876,13

10.000,00

Total

109.663.471,48

11.776.469,02

Fonte: TSE – Declaração de Bens dos Candidatos – DIVULGACAND

 

Fique-se claro que o tal ‘dinheiro vivo’ pode estar em conta bancária sem aplicação financeira e que poderia chegar ao sistema eleitoral  com extrato bancário para comprovação, mas não é isso que acontece.

Com o atual quadro de insegurança que assola o Brasil, quem se arriscaria a guardar mais de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) em dinheiro vivo na sua própria casa? Parece que os políticos não tem medo de bandidos.

Por qual motivo, verdadeiras fortunas não estão depositadas nos bancos, rendendo juros em aplicações? Qual a origem deste dinheiro?

Diante do indício de irregularidades (caixa dois, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, fraude processual, desvio de verbas públicas), as autoridades da Receita Federal, do Banco Central do Brasil, do Ministério Público Eleitoral e da Polícia Federal já estão investigando a origem deste dinheiro, e estudam a possibilidade de intimar os candidatos a apresentarem o dinheiro a Justiça e desta forma comprovar a existência do bem declarado.

Outra linha de investigação visa apurar se a declaração de dinheiro vivo tem por finalidade fraudar o sistema de prestação de contas das eleições, ou seja, estas quantias serão torradas para fazer a propaganda das campanhas, e não caracterizar abuso do poder econômico.

BRASIL

Este fato de declarar possuir dinheiro vivo, não ocorreu apenas em Rondônia. A candidata a presidente Dilma Rousseff, declarou possuir R$ 152.000,00 em espécie, dinheiro vivo. Mineira de nascimento, ela supostamente confia mais nos colchões do que nos bancos para guardar seu dinheiro.

Outro fato que chama atenção são as fortunas dos candidatos a suplente de senador. Embora possuidores de um patrimônio milionário, tais suplentes não informaram possuir dinheiro vivo em mãos. Ocorre que o suplente não precisa fazer prestação de contas. Ela é feita pelo candidato a senado, talvez por isso, não precisaram usar o artifício do dinheiro vivo. Vejamos:

CANDIDATO

NR

CARGO

PATRIMONIO

DINHEIRO VIVO

ESPÉCIE

Assis Gurgacz

123

1 Suplente

86.129.779,79

0,00

Ilario Bodanese

111

1 Suplente

25.320.516,06

0,00

 

Filhos pródigos

Alguns filhos de políticos possuem patrimônio maior que o próprio pai, e outros são verdadeiros gênios, apesar da pouca idade, já venceram na vida e são milionários.

CANDIDATO

NR

CARGO

PATRIMONIO

DINHEIRO VIVO

ESPÉCIE

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS