Vereadora Ellis Regina participa de caravana nacional que discute piso salarial de agentes comunitários de saúde em Brasília

Caravanas do país estarão no DF para discussão do piso

Da Redação

28 de Outubro de 2009 às 17:32

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Durante audiência pública na tarde desta quarta-feira realizada na Câmara Federal, para a discussão da PEC 391 que estabelece o Piso Nacional para Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias, ficou confirmada uma grande mobilização para a próxima terça-feira, quando será realizado o Seminário para discussão do tema, com a presença de caravanas de várias cidades do país.
 
Em Porto Velho, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindeprof), vereadora Ellis Regina, já confirmou presença da caravana dos servidores municipais até a Capital Federal para somar com as de outros estados.
 
O responsável pelo Departamento Jurídico do Sindeprof, Nélio Sobreira, participou da audiência representando a presidente da entidade que vem acompanhando todo o processo em busca de ser aprovado um Piso Nacional para esses profissionais.
 
A presidente do sindicato destacou o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Comissão da Câmara, por entender que tanto os Agentes Comunitários quanto os de Endemia precisam ser valorizados, principalmente pelos riscos que correm.
 
 
Durante a Audiência na Câmara, a relatora da matéria, deputada federal Fátima Bezerra (PT/RN)  ficou sensibilizada quando ouviu da presidente da Confederação Nacional dos Agentes (CONACS), Ruth Brilhante, que há municípios que pagam somente um salário mínimo para os agentes de saúde.
 
Para a mobilização de terça-feira – 03/11 -  a relatora afirmou que pretende contar com a presença do Ministro da Saúde, José Gomes Temporão. A mobilização, que a deputada Fátima passou a chamar de Seminário, terá início às 9 horas (horário de Brasília), devendo se estender por todo dia, com discussões e debates.
 
Para a presidente do Sindeprof, Ellis Regina, a aprovação da PEC seria uma grande justiça para esses profissionais que desempenham uma das atividades mais importantes no contexto da saúde pública do país. “Os agentes de saúde desenvolvem um trabalho de grande importância e precisam ser valorizados por isso para que possam ter dignidade e poder também sustentar suas famílias”, disse Ellis.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS