BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

URGENTE - AO VIVO: Bandidos fazem arrastão na sede da Banda do Vai Quem Quer

Confira ao vivo

RONDONIAOVIVO

25 de Janeiro de 2020 às 10:15

Bandidos ainda não identificados praticaram um arrastão na sede da Banda do Vai Quem Quer (BVQQ), na madrugada deste sábado (25) na Rua Joaquim Nabuco, região Central de Porto Velho (RO).

 

Os criminosos entraram na sede pulando o muro e arrombaram a porta de trás. Vários objetos foram subtraídos do local. 

 

"Bens móveis de valores incalculáveis foram levados, uma vez que são parte do patrimônio cultural e histórico da Banda", disse a presidente da BVQQ, Siça Andrade.

 

Confira a nota da Banda do Vai Quem Quer

 


A sede da Banda do Vai Quem Quer localizada na rua Joaquim Nabuco, entre as ruas Carlos Gomes e Dom Pedro II, foi invadida por criminosos na madrugada deste sábado (25). Na oportunidade, os criminosos estavam em busca das camisetas da Banda 2020, porém não tiveram sucesso porque a camisetas não ficam na sede, por questões de segurança, então,  roubaram móveis, e grande parte do patrimônio histórico da Banda do Vai Quem Quer. 

De acordo com a presidente da Banda, Sicília Andrade, os bens são de valores incalculáveis. " O que levaram são parte do patrimônio cultural e histórico da Banda", ressaltou Siça.

Toda Diretoria da Banda do Vai Quem Quer pede que caso você encontre ou veja alguns desses bens que procure a sede da Banda ou informe a Polícia. 


A SEDE


A sede da Banda funciona na rua Joaquim Nabuco, entre Dom Pedro e Carlos Gomes. A casa era morada do fundador da Banda, Manoel Mendonça, o "Manelão". Após sua morte, a presidente da Vai Quem Quer, Siça Andrade, reuniu todo o acervo de fotos, letras das marchinhas, jornais, e camisas da Banda, bem como os bonecos que também desfilam no carnaval.

 

 

 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

Ministro da Educação anuncia, por meio de rede social, adiamento do prazo para se habilitar à prova. Pagamentos podem ser feitos até um dia depois da data final para garantir a participação. Até o meio-dia de ontem, mais de 5 milhões de pessoas tinham feito o cadastro

23 de Maio de 2020 às 10:36