BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Poluição sonora resulta na apreensão de cinco carros e na aplicação de 25 mil em multas

A operação denominada PSIU (Programa de Silêncio Urbano), foi comandada pelo 2º tenente PM Sidney Serafim Rodrigues e pelo Aspirante a Oficial Davi Machado de Alencar e ocorreu no último sábado.

Da Redação

13 de Março de 2012 às 16:01

Foto: Divulgação

A operação denominada PSIU (Programa de Silêncio Urbano), foi comandada pelo 2º tenente PM Sidney Serafim Rodrigues e pelo Aspirante a Oficial Davi Machado de Alencar e ocorreu no último sábado.
Segundo um dos comandantes da operação 2º tenente PM Sidney, os veículos foram todos apreendidos após confecção de laudo de aferição, no qual constavam (em média) níveis de decibéis 100% acima do permitido em lei. “À noite, a legislação estadual vigente determina que o som emitido por qualquer aparelho sonoro não ultrapasse os 45 decibéis. No entanto, todos os veículos apreendidos estavam emitindo níveis sonoros em torno dos 90 decibéis”. Esclarece o tenente PM Sidney. “Além de terem seus veículos apreendidos os infratores foram multados em R$ 5mil cada”. Completou o comandante da operação.
Todas as apreensões foram realizadas no conhecido posto Penta Campeão, ponto de encontro daqueles que curtem o “zum zum zum e tum tum” de aparelhagens de som que ultrapassam os 100 decibéis; e que não se importam nenhum pouco com os moradores que habitam os entornos da avenida Pinheiro machado e Tenreiro Aranha, que são obrigados a conviver com níveis de som nocivos a saúde todos os finais de semana.
 Os comandantes da operação alertam os simpatizantes da “barulheira”, que a fiscalização ao crime de poluição sonora será intensificada em toda a capital. Vale lembrar ainda, que além de realizar a chamada parte criminal da poluição sonora, o BPA também é competente para a aplicação de multas, que podem chegar a cinquenta milhões de reais.
Os veículos apreendidos foram depositados no pátio do BPA em Candeias do Jamari e a ocorrência registrada na Central de Polícia.   
Quando o som faz mal a saúde...
Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, a exposição a níveis superiores a 70 decibéis são nocivos a saúde, podendo causar: insônia, perda da audição, problemas gastrointestinais, perda da capacidade de memorização, fadiga e até mesmo a impotência sexual, além de muitas outras doenças.
Lembre-se: o ouvido humano é o único sentido que jamais descansa.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS