BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Operação conjunta entre policias do Acre e Rondônia capturam homicida em Porto Velho

Operação conjunta entre policias do Acre e Rondônia capturam homicida em Porto Velho

Da Redação

21 de Março de 2011 às 11:26

Foto: Divulgação

Jonas Formozino da Costa, 39 anos, vulgo “Galego” ou “Batman” foi condenado pelo assassinato da própria cunhada, Irismar de Andrade Dias e estava foragido da Justiça acreana há 17 anos.

Durante uma ação integrada, Policiais civis da Delegacia Antiassalto da Polícia Civil – DAPC, parte integrante da Divisão de Investigação Criminal – DIC, e policiais civis da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de Rondônia - DCCP/RO, capturaram na inicio da manhã de sábado (19) na cidade de Porto Velho, Jonas Formozino da Costa, 39 anos, conhecido também pelas alcunhas de “Galego” ou “Batman”, que possuía em seu desfavor dois mandados de prisão pelo crime de homicídio.

Segundo as investigações, no ano de 1994 Jonas assassinou a golpes de faca a sua cunhada, Irismar de Andrade Dias, que estava dormindo no momento do crime, o crime bárbaro foi cometido na presença de uma criança de apenas sete anos de idade. Jonas chegou a ser preso, mas conseguiu fugir antes do julgamento para o Estado do Pará e logo depois para cidade de Vitoria no Espírito Santo.

Jonas Formozino foi julgado a revelia, e condenado há pouco mais de 12 anos de reclusão.

Atualmente ele estava vivendo na capital rondoniense, Porto Velho, onde constituiu nova família e estava trabalhando nas obras de construções das hidrelétricas de Jirau e Santo Antonio.

A prisão de Jonas aconteceu no inicio da manhã de sábado (19), no Bairro Ronaldo Aragão, Estrada dos Periquitos, Zona Leste de Porto Velho. Além dos investigadores Leandro Costa e Valmar Santos (DAPC), participaram da prisão os agentes de polícia rondoniense Alberone Gama e Vilmar Francisco (DCCP/RO).

Jonas Formozino, chegou em Rio Branco no final da tarde de domingo e na manhã desta segunda-feira (21) será recambiado ao Presídio Estadual Francisco de Oliveira Conde, onde cumprirá sua pena em regime fechado.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS