BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PORTO VELHO: Arimar de Sá, candidato a vereador, é uma aposta na elevação do nível de debate

Arimar pretende debater temas como saneamento básico, criação de ciclovias na cidade, entre outros

ASSESSORIA

30 de Setembro de 2020 às 08:35

Atualizada em : 01 de Outubro de 2020 às 12:36

Foto: Divulgação

 

Depois de mais de 26 anos presente no rádio, na televisão, no Site Rondonoticias, ou escrevendo habituais crônicas de final de semana, o destemido Arimar Souza Sá, que é jornalista e advogado, deu uma pausa nas comunicações para se lançar pré-candidato a vereador com número 10.103, pelo partido Republicano de Porto Velho. 

 
Nascido na capital, no bairro Baixa da União, região central de Porto Velho, e premiadíssimo na profissão, Arimar já recebeu homenagens como a maior comenda do Estado, a Medalha do Mérito de Rondon, o Colar do Mérito Legislativo, além  de Moções de Aplausos na capital e no interior do Estado.
 
Começou a vida profissional no INCRA, em 1976, e terminou no Beron, onde passou 17 anos em cargo de destaque. 
 
Depois se apaixonou pelo rádio e presentou o programa A HORA DO POVO na Rádio Rondônia em rede estadual, por 12 anos, onde foi sucesso absoluto no horário do meio dia. 
 
Mais tarde, passou pela Rádio 95, com o Programa Falando a Verdade, ficou por mais 12 na Rádio Cultura, com o Programa A VOZ DO  POVO, fazendo bastante sucesso. 
 
Atualmente, estava na Rádio Caiari, até se licenciar para concorrer ao cargo de vereador, e há dois anos fazia folia com uma bela audiência e parceria de seus ouvintes e internautas fazendo polêmica no ar entrevistando autoridades e perguntando o que o povo gostaria de perguntar.
 
Como candidato, Arimar pretende debater temas como saneamento básico, criação de ciclovias na cidade, a construção de hospital veterinário, prestígio ao jovem do primeiro emprego e ao homem de meia idade, desempregado, além da criação de áreas de lazer na cidade, uma rodoviária decente e implementação definitiva da orla no Rio Madeira.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS