BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

AUXÍLIO INDEVIDO: Vice-prefeito e vereador eleitos podem perder mandato

A investigação ficará por conta da polícia federal

O COMBATENTE

24 de Novembro de 2020 às 10:24

Atualizada em : 24 de Novembro de 2020 às 13:58

Foto: Divulgação

 

O COMBATENTE - O primeiro da lista é Mario Carvalho Mendes, Mario Fofão , do PSD será o novo vice prefeito de Ministro Andreazza. Ele sacou R$ 1.800 do auxílio emergencial e informou bens na ordem de R$ 1.314.000,00 mil.
 
Entre os “milionários” candidatos a vereador só um conseguiu se eleger Daniel de Souza Lopes, o Danil 160. Sacou R$ 1800,00 mesmo tendo declarado um patrimônio de R$ 1.070.000,00
 
Assim que houve o fechamento dos registros de candidaturas, a Justiça eleitoral requisitou a CGU – Controladoria Geral da União, que informasse quais candidatos tinham recebido o auxílio emergencial do governo Federal. O levantamento tinha como base descobrir quem tinha renda mensal acima do permitido por lei para ser beneficiário do auxílio e quem o patrimônio era alto.
 
 
Dos 39 candidatos “milionários” que sacaram o dinheiro do auxílio emergencial 2 deles conseguiram se eleger e ainda temos ainda alguns suplentes a espera de uma vaga.
 
Independente da situação na Justiça eleitoral, todos os candidatos que não se enquadrarem nas exigências das regras do auxílio vão ter que devolver os recursos recebidos. Em regra a renda mensal por pessoa na mesma família não pode ultrapassar os R$ 522,00. A investigação ficará por conta da polícia federal que vai apurar se realmente os candidatos teriam o direito ao saque do auxílio.
 
Confira a lista, abaixo: 
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS