DESCASO: Jornalista é internado em corredor que dá acesso ao necrotério no João Paulo II

Caldeira denunciou o descaso nas redes sociais

DESCASO: Jornalista é internado em corredor que dá acesso ao necrotério no João Paulo II

Foto: Reprodução/Redes sociais | Fotos feitas pelo jornalista Carlos Caldeira que está internado no corredor do JP II

O jornalista Carlos Caldeira, 59 anos, denunciou a total falta de dignidade e respeito no atendimento aos pacientes internados no Hospital João Paulo II, em Porto Velho (RO). As queixas dele foram feitas nas redes sociais e estão rendendo discussões acaloradas.
 
O local onde Caldeira foi colocado no hospital é desolador. A situação mostra a total falta de sintonia entre o discurso oficial e a realidade, onde o abandono da população por parte do Poder Público é aterrorizante.
 
Jornalista Carlos Caldeira no João Paulo II | Foto: Reprodução/Redes sociais
 
Início do atendimento no JP II
 
Caldeira chegou ao pronto socorro no último dia 2 de novembro com um quadro de infarto. Ele realizou exames e foi diagnosticado uma Angina Instável, uma doença cardiovascular.
 
Ao longo dos dias, o jornalista precisou passar por consultas médicas e realizar outros exames. Segundo ele, esses procedimentos não foram feitos.
 
Ontem eu passei o dia apenas dando despesa ao estado: comendo, bebendo e dormindo! A avaliação com o cardiologista não aconteceu e nem fui informado o porquê! Apenas um clínico veio aqui às 15h para informar que eu ‘ia ser avaliado pelo cardio’, mas até agora, NADA! Foram solicitados exames de ecocardiograma e cintilografia, mas até agora nem uma coisa nem outra!”, escreveu ele em seu perfil, no último dia 4.
 
Já na última sexta-feira (5), Caldeira anunciou sua volta para casa, mas ele não tinha recebido alta. Essa decisão de sair do hospital foi tomada por ele. O jornalista reafirmou que os procedimentos para prosseguir seu tratamento não foram realizados.
 
Depois que tornei público, o cardio apareceu e me "avaliou" em menos de 1 minuto e disse que iria ver meus exames e voltaria, e isso não aconteceu! Já fora do hospital, tomei conhecimento que o hospital estava tentando contratar de forma emergencial o exame que eu preciso e que lá não tem”, afirmou.
 
Corredor da morte
 
Na manhã de ontem (10), o jornalista anunciou, com muita tristeza, a sua volta ao João Paulo II. Nas imagens publicadas por ele, é possível visualizar o local exato onde Caldeira foi ‘internado’.
 
Fotos mostram que o jornalista foi acomodado em um colchonete no corredor que dá acesso ao necrotério do pronto socorro. Ainda nas imagens, pessoas aparecem deitadas em lençóis embaixo de cadeiras e em outros corredores.
 
 
Paciente é internada embaixo de cadeiras no JP || | Foto: Divulgação/Redes sociais
 
Foto: Redes sociais
 
Discussão dentro do hospital
 
Em vídeo publicado na madrugada desta quinta-feira (11) (assista abaixo), o jornalista capturou imagens de onde estar internado e uma possível discussão acontece.
 
Ao fundo é possível ouvir: “Safado, você tá me chamando de safado? Chama algum segurança aí”.
 
Logo em seguida um homem aparece nas imagens e ‘chama a atenção’ dos sujeitos que estariam brigando. 
 
“Ah, vão discutir lá fora! Essas horas, eu já quero dormir. Isso aqui é um hospital, não é um put** não”, afirma.
 
Nos últimos minutos do vídeo, aparentemente os sujeitos obedecem e se calam.
 
 
Já na manhã de hoje, Caldeira denunciou também a situação precária do banheiro do hospital. As imagens são chocantes. Vaso sujo e cheio. O cenário é de total sujeira e causa repugnância.
 
O Rondoniaovivo entrou em contato com Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. 
 
Porém, às 12h53, a Sesau enviou uma nota de esclarescimento sobre o assunto. Veja abaixo:
 
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), tem como prioridade construir um NOVO HOSPITAL para atender casos de urgência e emergência. Sabemos que o JP II não suporta mais atender toda a população do Estado. Enquanto isso estamos alocando estes pacientes em outros leitos criados especificamente para eles, proporcionando melhor qualidade no atendimento.
Direito ao esquecimento

Você acha que os escândalos do Governo Bolsonaro prejudicam a pré-candidatura à reeleição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS