BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

LÍDER DO PODEMOS: Léo Moraes protocola ofício à PGR para que Lava Jato não seja ‘enterrada’

A operação Lava Jato é uma força tarefa composta por diversos órgãos de Justiça, que alinhados, reaveram mais de R$ 5 bilhões tirados dos cofres públicos por conta da corrupção

Assessoria

27 de Outubro de 2020 às 16:13

Atualizada em : 06 de Novembro de 2020 às 10:11

Foto: Divulgação

O deputado federal Léo Moraes (PODEMOS) protocolou um ofício à Procuradoria Geral da República – PGR, solicitando prorrogação do período de atuação da operação Lava Jato, que acaba neste mês de setembro.

 

 

Léo Moraes é líder do PODEMOS na Câmara Federal e esse ofício conta com a assinatura de toda a bancada do partido no Congresso Nacional, em uma ação conjunta com o líder do PODEMOS no Senado, Álvaro Dias.

 

A operação Lava Jato é uma força tarefa composta por diversos órgãos de Justiça, que alinhados, reaveram mais de R$ 5 bilhões tirados dos cofres públicos por conta da corrupção.

 

Para a continuidade de seu funcionamento, a operação Lava Jato precisa do aval do Procurador Geral da República, Augusto Aras, motivo que levou os líderes do PODEMOS a protocolarem esse ofício na PGR.

 

 

De acordo com Léo Moraes é inadmissível que a operação Lava Jato seja enterrada, já que os trabalho dos integrantes dessa operação vem se mostrando favorável ao Brasil e expondo políticos corruptos que há vários anos passavam impunes por seus crimes.

 

“Não podemos permitir que enterrem a lava jato. Há muitos rumores de partidos do centrão, direita, esquerda, com interesses em enterrar a força-tarefa. Qual o interesse em tudo isso? Afundar uma operação que vem trazendo há anos inúmeros casos de corrupção no Brasil? Com ela a justiça conseguiu até mesmo colocar na cadeia muita gente importante”, argumentou Léo Moraes.

 

Agora resta à decisão de Augusto Aras sobre o destino dessa operação que marcou a história politica do país.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS