PLANO DE PREVENÇÃO: Para combater queimadas, Sedam leva educação ambiental ao interior

Monitorada pelo mapa de calor, a Região do Vale do Anari apresentou alto índice de focos no período de estiagem em 2019

ASSESSORIA

28 de Fevereiro de 2020 às 14:45

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

A Região do Vale do Anari receberá nos próximos dias orientações e instruções técnicas quanto à prevenção e combate aos incêndios florestais e queimadas. Uma equipe da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) promove a educação ambiental nos 52 municípios de Rondônia e, durante nove dias, estará em Machadinho D’Oeste, Cujubim e entorno da região.

 

Com o Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Queimadas, que prevê no Estado o cumprimento de ações a curto, médio e longo prazo durante cinco anos, os técnicos da Sedam reúnem-se a partir de segunda-feira (2) com prefeitos e produtores rurais para intensificar as ações de educação ambiental, de forma a multiplicar informações também à comunidade geral, por exemplo, com visitas em escolas, tratando os malefícios das queimadas.

 

Monitorada pelo mapa de calor, a Região do Vale do Anari apresentou alto índice de focos no período de estiagem em 2019. Com influência da prática antiga de queimada, utilizada para lavoura, muitos produtores não contam com um mecanismo alternativo para trabalhar o solo, utilizando então as queimadas intencionais. Durante os encontros em Machadinho e Cujubim, a Sedam reiterará o processo de autorização para queimada legal, onde o produtor também contribui com o combate aos incêndios.

 

“Uma das nossas ações é levar informação ao produtor, que se fizer uma queimada sem autorização, está passível de responder nas esferas criminal, administrativa e civil. A queimada controlada é possível por meio da Sedam, que contempla a portaria 229, de 2017, que autoriza, sob requisitos, o proprietário. Trabalhando também para evitar o incêndio florestal (fogo sem controle, muitas vezes criminoso), em unidades de conservação ou terras de outras pessoas”, explicou o coordenador de Educação Ambiental, Fábio França.

 

A Sedam antecipou a campanha de combate às queimadas

 

Essa atividade é resultado de uma determinação da Sedam, que antecipou a campanha de combate às queimadas, mesmo neste período chuvoso, por ser a melhor época para prevenção e redução dos focos de calor no Estado.

 

A Sedam realiza monitoramento diário sobre as áreas desmatadas e mais afetadas, mediante essas informações, as regiões destacadas são priorizadas para o trabalho de educação ambiental. As coordenadorias da secretaria estão trabalhando integradas para um melhor resultado em 2020, com o objetivo de reduzir os focos de calor.

 

Durante os encontros no interior do Estado, a população local será mobilizada para seleção dos participantes do curso de brigadistas, que deve acontecer em breve, por se tratar de uma ação prevista no Plano de Combate e Prevenção.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS