ENGANADA: Mulher perde mais de R$ 20 mil em golpe de “namorado” que conheceu no Facebook

Vítima fez depósitos para receber suposto presente prometido por estelionatário

Folha do Sul Online

21 de Fevereiro de 2020 às 15:19

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Uma mulher de 42 anos, moradora de Vilhena, foi vítima de um golpe e perdeu mais de 20 mil reais, ao acreditar que iria receber presente de um suposto namorado que ela conheceu em uma rede social. O caso está registrado na Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública) e será investigado.
 


A vítima teria conhecido o suspeito, que tem um nome indiano, pelo Facebook e os dois iniciaram um namoro virtual. O homem então disse que enviaria um presente para a vítima. Dias após a promessa, um número que dizia ser de uma empresa de transporte entrou e contato e afirmou estar com a encomenda que foi enviada para a vilhenense, mas, ela teria que pagar R$ 2.160,00 pela taxa de importação.
 


No dia seguinte, a mulher foi informada pela suposta empresa que, ao escanear a caixa, viram que dentro havia dólares. Diante da situação, ela teria que pagar mais R$ 7.900,00 para que um advogado fizesse um documento, e só então ela tomaria posse do que lhe foi enviado.


 
Um dia após o último contato, novamente foi solicitado mais dinheiro. Dessa vez, disseram que dentro da embalagem, além do dinheiro, havia jóias. Sendo assim, seria preciso ser pago um valor de R$ 25.000,00 para um escolta especial. Mas, eles informaram ainda que o suposto namorado já teria pago R$ 15.000,00, e até apresentaram um comprovante. A vítima, que já havia depositado os outros valores pedidos, enviou mais R$ 10.000,00 para a suposta empresa de transporte.
 


No total, a mulher fez depósitos que somaram R$ 20.060,00, mas, foram pedidos mais R$ 4.000,00 e a justificativa foi que esse valor seria referente a uma multa de atraso. Só então ela percebeu que seria um golpe e procurou a Delegacia de Polícia Civil, na quinta-feira, 20, quando denunciou o caso.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS