AFLIÇÃO: Rondoniense desaparecido desde o ano passado pode ter sido sepultado como indigente

Irmã pediu ajuda para encontrar Josinei, que enfrenta distúrbios mentais

Folha do Sul Online

21 de Fevereiro de 2020 às 17:25

Foto: Divulgação

Um áudio enviado esta semana à família do “engraxate” Josinei Guimarães Alves, 30 anos, desaparecido em Vilhena desde o ano passado, está provocando tristeza e aflição. A gravação informa que Josinei teria sido morto num trecho da BR 174, entre Vilhena e a cidade de Comodoro (MT).

 

 

 


 
Dois meses atrás, a irmã do rapaz, que sofre de distúrbios mentais e chegou a atacar a própria mãe, pediu ajuda para a encontrá-lo. A intenção era interná-lo numa clínica psiquiátrica.


 
Com base no áudio, segundo o qual o vilhenense teria se deitado na rodovia federal e sido esmagado por uma carreta, o Folha do Sul Online ligou na PRF e numa funerária de Comodoro, para onde o corpo teria sido levado e sepultado como indigente.

 


 
Em ambas as instituições, não foi possível confirmar o óbito de Josinei, mas a funerária matogrossense admitiu que recolheu um cadáver próximo à divisa entre Rondônia e Mato Grosso, no mês de setembro.


 
A reportagem vai continuar investigando o site e pede a quem tiver informações sobre o caso que entre contato com a redação, através do número (69) 9 8492-7805.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS