GOLPE: Idosa tem todo o salário comprometido com empréstimos que não fez

Vítimas denunciaram os casos, que estão sob a responsabilidade da polícia

Folha do Sul Online

18 de Fevereiro de 2020 às 10:46

Foto: ilustrativa

Na segunda-feira, 17, duas pessoas procuraram a Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública) de Vilhena para registrar golpes que sofreram de pessoas desconhecidas. Os casos, que envolvem clonagem de número de celular e até empréstimo sem autorização da vítima, devem ser investigados.


 
A primeira vítima, uma idosa de 69 anos, tem vivido uma situação dramática. Com uma renda de R$ 550 mensais, não tem sobrado nada para ela por causa de empréstimos feitos em seu nome. Porém, nenhum foi feito pela senhora.


 
Para a polícia, ela relatou que os estelionatários fizeram empréstimos usando seus dados sem sua autorização e ultrapassaram o limite de 30% de sua renda. Em janeiro recebeu uma ligação de um homem que se identificou como Valmir e esse lhe sugeriu pegar mais dinheiro. Mesmo negando, a cobrança chegou em fevereiro.


 
Já a segunda vítima, um empresário de 55 anos, teve seu WhatsApp clonado. Na delegacia ele disse que o autor do crime mandou mensagem para os seus contatos e pediu dinheiro emprestado, mas, não, soube dizer se houve algum empréstimo. Diante da situação, ele registrou a ocorrência como forma de prevenção.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS