BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

“Tô de saco cheio, vereador Jabá! Vamos sair na porrada", diz professor Nilton

Professor Nilton: “Vereador Jabá é o principal autor dessa desgraça que tem acontecido nessa Cacoal dos atrasos e da Muage”

o observador

01 de Abril de 2020 às 16:03

O vereador professor Nilson (SD) divulgou nos grupos sociais por aplicativo da cidade de Cacoal (RO) uma nota de esclarecimento, dando seu posicionamento sobre os recentes embates ocorridos na Câmara Municipal por ocasião do Projeto que aprovou o reajuste de 12,84% aos professores da rede pública municipal e já sancionada pela prefeita Glaucione Rodrigues, há duas semanas.

 

No áudio de pouco mais de 4 minutos, Professor Nilton fala de toda sua indignação contra a postura do vereador Jabá e seu grupo, que, segundo ele, atuam contra os interesses da população, a exemplo do Projeto de Reajuste dos professores.

 

Segundo ele, “Jabá segurou o projeto, enrolou, fez o que quis, para colocar a hora que ele quis” contando com o auxílio do presidente Corazinho, a quem acusa de ter entrado em um desnecessário embate com a prefeita por birra.

 

“Quem conhece Jabá é nós que tamu ali dentro”, diz Nilton, um tanto insatisfeito com o colega de parlamento.

 

E continua: “o vereador Jabá é o principal autor dessa desgraça que tem acontecido nessa Cacoal dos atrasos, dos problemas e da muage, já que todos as denúncias que ele faz é infundada, nunca provou nada. Só muage”, criticou.

 

Nilton não se resumiu a fazer críticas contra Jabá sobre sua atuação nociva dentro do parlamento, mas também fora, dessa vez financiando ataques em grupos de aplicativos contra desafetos políticos, a tal ´Indústria de Boatos´ muito comum na cidade.

 

Segundo Professor Nilson Jaba se uniu a um tal de Diamante e a outro desequilibrado para esculhambar as pessoas em grupos de WhatsApp, deixando claro a possibilidade de sair no braço com o desafeto nem que seja dentro da Câmara. “Eu tô de saco cheio. Tô falando sério.

 

Tô falando aqui no grupo para não dizerem que eu estou escondendo conversa. Não sou de jogar café em ninguém não, mas uma hora vou perder a paciência e duvido que vou terminar esse mandato, uma hora sem dar pelo menos umas cinco piroletas, cambalhotas, rolando com o Jabá naquelas escadas abaixo dentro dessa Câmara Municipal”, disse o vereador com certa irritação.

 

E continuou:

 

“Você, Jabá, foi o cara que criou todo esses problemas aí.

 

Eu to de saco cheio com você. Você é cruel, você é maldoso. Você dá uma de doido, que se aparecer… você vai ver o que é doido ainda.

 

Você não conhece doido. Tô te falando no grupo para ter testemunha. Poderia ter falado isso no teu privado, mas tô falando. Você vai ver o quê que é doido. Eu estou de saco cheio dessa palhaçada sua. Você vai ver.

 

Não tô ameaçando não, não é ameaça porque não sou de matar ninguém, porque nunca matei não e matar vagabundo dá azar. Mas na porrada nós vamos sair. Quem puder mais, chora menos”, falou o vereador.

 

Ao final, o professor desafiou Jabá e seu grupo a propor na sessão da próxima semana a redução de 50% no salário dos vereadores

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS