BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEBRAE: Cinco dicas para salões de beleza enfrentarem a crise do Coronavírus

Especialistas do Sebrae prepararam orientações que podem ser aplicadas pelos microempreendedores durante o período em que salões estiverem fechados

ASSESSORIA

30 de Março de 2020 às 14:08

Foto: Divulgação

Com mais de um milhão de profissionais formalizados, o segmento de salões de beleza, dentro do universo dos pequenos negócios, é uma das áreas mais sensíveis à crise provocada pela pandemia do novo Coronavírus. Em diversos estados a orientação dos governos é para que comércios fechem, por pelo menos 15 dias. Nesse contexto, preocupado com os efeitos da falta de clientes para o setor, o Sebrae elaborou dicas para que os empreendedores possam reduzir as perdas desse período.

 

A coordenadora nacional da cadeia produtiva de beleza do Sebrae, Andrezza Torres, explica que a situação é totalmente atípica e demanda uma atenção especial de todos os setores da economia. “Nunca vivemos um momento como esse, é certo que vamos nos recuperar, mas temos que manter a paciência, ficar atentos às informações oficiais e aproveitar esse tempo para aplicar algumas ações de contenção de crise”, afirma.

 

Confira abaixo as dicas baseadas em estudos do Sebrae na área de beleza:

 

1º Revise os custos fixos do salão de beleza: diante da suspensão do atendimento ao cliente, é hora de colocar no papel todos os gastos mensais, tais como telefone, internet, tv a cabo, manutenção de equipamentos. Se for dispensável, é hora de cortar ou suspender assinatura.

 

2º Faça uma reorganização admnistrativa: é um momento oportuno para colocar a casa em ordem do ponto de vista da gestão. Faça um levantamento minucioso de estoque, reveja o planejamento de compras. Ordene pelo prazo de validade, os produtos que devem ser usados primeiro, assim que o negócio voltar a funcionar. Repense todos os gastos, caso precise de um empréstimo para se manter em funcionamento, busque auxílio de agentes bancários especializados.

 

3º Organize seu conjunto de clientes: aproveite o tempo livre para conhecer melhor o perfil de quem procura o seu salão. Conte com ajuda de seus colaboradores, façam uma videoconferência e estabeleçam as principais características dos clientes: onde moram, quais serviços são mais procurados, preferências por produtos... Essas informações serão peças-chave para os próximos passos. Construam juntos uma lista de clientes fiéis.

 

 4º Mantenha o contato com os clientes aquecido. Se o seu salão ainda não possui redes sociais esse é o momento de criar seus perfis. Mantenha esses canais de contato sempre atualizados, publique informações sobre cuidados com a beleza, de acordo com os serviços que seu salão oferece. Use o Whatsapp para enviar dicas para as clientes, além de disponibilizar produtos de beleza para venda online. Por mais que essas vendas não sejam significativas para o faturamento, elas mantêm o vínculo com o cliente.  

 

5º Reinvente: use o tempo que ficar sem receber clientes na loja física para repaginar o local. Não estamos falando de grandes reformas, mas uma boa faxina no espaço, pintar uma parede, mudar a disposição do mobiliário, comprar um item de decoração charmoso e usar plantas, por exemplo, são pequenas ações que fazem a diferença quando o negócio reabrir.

 

Não deixe de buscar orientações sobre como reagir diante deste cenário de pandemia. O Sebrae em Rondônia pode atendê-lo também remotamente. Acesse nosso portal de atendimento em www.sebrae.ro. Ligue para nossa Central de Relacionamento 0800 570 0800, envie mensagens por Whatsapp (69) 98130-5656, acesse nosso portal de ensino à distância www.sebrae.com.br/cursosonline  ou siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais (@sebraero).

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS