ROTA MARCADA: MP investiga fraude no novo transporte público na capital

A ação é parte da Operação que está sendo executada com o apoio da Polícia Civil

DA REDAÇÃO

20 de Março de 2020 às 09:20

.

A Polícia Civil esteve hoje(20), cedo na casa do presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho(Emdur), Thiago Thezzari. No local, teriam sido apreendidos computadores, telefones e documentos.

 

A ação é do Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio da Polícia Civil, que deflagrou na manhã desta quinta-feira (20/03), a Operação denominada “Rota Marcada”, na qual se investigam fraudes na concessão de transporte público no município de Porto Velho.

 

O presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho(Emdur), Thiago Thezzari, é um dos alvos da operação

 

Os mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 4ª Vara Criminal de Porto Velho, estão sendo cumpridos em órgãos públicos municipais e nas residências dos investigados pelas equipes integradas de policiais.

 

Segundo apurado, surgiram indícios de irregularidades no procedimento que culminou na habilitação da empresa vencedora, emergindo assim a necessidade de medidas cautelares para apurar a transparência do referido processo licitatório.

 

Entre as ilegalidades apuradas, até o cumprimento da medida cautelar, a suposta prática dos crimes de associação criminosa, licitatórios e contra a Administração Pública.

 

No tocante ao nome da operação, “Rota Marcada” faz alusão ao suposto favorecimento na habilitação da empresa vencedora da licitação para concessão do transporte coletivo no Município de Porto Velho/RO.

 

Em breve estaremos divulgando mais informações sobre a operação.

 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS