BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

MALTRATADA: Comunidade relata abandono de Hildon Chaves no CEM de Porto Velho

Uma criança passou mal e começou a vomitar durante o registro do vídeo

DA REDAÇÃO

26 de Fevereiro de 2020 às 15:33

Foto: Divulgação

Cidadãos que procuraram o Centro de Especialidade Médicas – CEM, no bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho, reclamaram da falta de logística para atendimento digno de quem esteve no local pela manhã desta quarta-feira (26).

 

Em um vídeo registrado por uma cidadã indignada com a situação é possível observar crianças e idosos entre um considerável grupo de pessoas que estavam aguardando o início dos atendimentos em uma fila onde todos estavam em pé e “encontro” ao forte sol amazônico, uma criança passou mal e começou a vomitar durante o registro do vídeo.

 

“A gente paga imposto e na hora que precisa não temos direito a uma cadeira para sentar, e aí cadê a saúde que dizem estar perfeita?”, indagou a cidadã que registrou o vídeo.

 

Em contato com servidores que trabalham no local a reportagem foi informada que em decorrência ao ponto facultativo da Quarta Feira de Cinzas, o atendimento no CEM começou apenas às 13h e por esse motivo não havia funcionários para receber a comunidade que já buscava vaga na fila ainda no período da manhã.

 

O CEM atende mais de 15 especialidades clinicas e tem seu espaço dotado para receber a comunidade, com boa estrutura de quadro profissional e espaço físico.


Confira vídeo:

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS