BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CARNAVAL 2020: Enquanto Hildon Chaves desaparece, Pedro da ASCRON é sucesso nos blocos

Chaves não apareceu sequer na entrega da chave da cidade ao rei Momo

DA REDAÇÃO

24 de Fevereiro de 2020 às 11:18

Foto: Divulgação

O carnaval está a pleno vapor em Porto Velho, são inúmeros blocos, trios elétricos, bailes e festas, tudo com muita alegria e valorizando as tradições momescas, porém, uma indagação vem permeando a cabeça dos foliões portovelhenses: Por onde andará o prefeito da cidade, ex-promotor Hildon Chaves (PSDB)?.

 

Chaves não apareceu sequer na entrega da chave da cidade ao rei Momo, ato que marca a abertura do carnaval em qualquer cidade brasileira. Enquanto isso, o presidente da Associação dos Cornos de Rondônia – ASCRON, Pedro Soares, tornou-se figura emblemática e querida em todos os blocos que vem participando. 

 

 

Pedro e Chaves foram colocados lado a lado em uma enquete feita pelo Rondoniaovivo em uma possível disputa à cadeira de prefeito da cidade, o presidente dos cornos ganhou com mais de 80% da preferência dos internautas. 

 

 

Neste último domingo (23) acompanhamos Pedro Soares no circuito da folia de Porto Velho, com sua animação inconfundível e seu chapéu de corno, fez sucesso por onde passou. Diversos foliões faziam questão de tirar fotos com Pedro Soares e muitos ainda insistiram para usar o chifre. 

 

 

O primeiro bloco visitado por ele foi o Bloco do Ouro, que acontece tradicionalmente no bairro Marechal Rondon, zona Norte da cidade, logo em seguida para a concentração de carnaval no Meu Boteco, que fica na avenida Calama, em frente à Câmara de Vereadores. 

 

 

“As pessoas conhecem minha alegria e por isso sou tão bem recebido nos locais onde chego e o carnaval é pra isso mesmo, ficar no meio dos nossos”, afirmou Pedro da ASCRON.

 

 

Ele ainda seguiu para os preparativos do bloco Concentra mais Não Sai, que é realizado há mais de seis anos no bairro Olaria. 

 

Confira vídeo:

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS