SETOR ELÉTRICO: Fiero promove Roadshow Energy Future para chamada de projetos

Segundo a gestora de parcerias e comunidades Energy Future, Flávia Rangel, a proposta é facilitar às corporações o acesso aos projetos inovadores

ASSESSORIA FIERO

21 de Fevereiro de 2020 às 10:24

Foto: Divulgação

Empreendedores rondonienses têm até o dia 28 de fevereiro para inscreverem projetos de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e de startups na maior chamada de inovação do setor elétrico brasileiro. Com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre como inscrever um projeto e funil de seleção, a Energy Future em parceria com a Federação das Indústrias de Rondônia – FIERO e apoio do SENAI-RO, realizou nesta quinta-feira, 20, no salão de convenções da entidade, o 13º Roadshow Energy Future, que contou com a presença do vice-presidente institucional da FIERO, Maurílio Vasconcelos, do conselheiro SESI-SENAI-RO, Maurício Vaz e do superintendente da FIERO, Gilberto Baptista.

 

O superintendente do SESI-IEL e diretor regional SENAI-RO, Alex Santiago reforçou a importância da realização do evento na FIERO, a fim de atrair o interesse de startups, empresas e instituições locais. “Trazer o encerramento do Roadshow Energy Future para o Porto Velho evidencia como a FIERO, através de seus braços operacionais SESI, SENAI e IEL, pode apoiar essa conexão das empresas inovadoras e as grandes operadoras de energia para o desenvolvimento tecnológico. Isso pode aumentar as taxas de sucesso dos projetos que serão aprovados no edital. A busca é por soluções inovadoras que ajudem a melhorar a geração, transmissão e distribuição da energia no Brasil”, garantiu Santiago. 

 

O Programa de P&D da ANEEL garante, por lei, os recursos humanos e financeiros para investimento em projetos que demonstrem originalidade, aplicabilidade, relevância e viabilidade, nos processos e usos finais de energia.

 


Segundo Apolo Lira, desenvolvedor sênior do Energy Future, menos de 4% dos projetos chegam ao fim da cadeia, sendo que a inserção no mercado recebe apenas 0,4%.

 

Apolo explicou que “isso pode ser uma preocupação, mas também pode ser uma notícia boa. Se olharmos a pesquisa, apenas pelo lado acadêmico, esse indicador pode ser um bom resultado. Mas se olharmos para o negócio, para o número de empregos gerados, para as tecnologias disruptivas que estão sendo operadas, de fato, é um indicador ruim. É importante entendermos o quanto está sendo destinado para essa fase final da cadeia. Precisamos equilibrar melhor esta conta”, argumenta.

 

Segundo a gestora de parcerias e comunidades Energy Future, Flávia Rangel, a proposta é facilitar às corporações o acesso aos projetos inovadores e aos recursos compulsórios para transformar em negócios rentáveis, tanto para o empreendedor quanto para as corporações. “Ser uma vitrine de conexão e um hub virtual para facilitar essa conexão, são os objetivos da Energy Future”.

 

Gestor de Pesquisa e Desenvolvimento da Santo Antônio Energia, Donorvan Fagundes explicou que a Energy Future é uma plataforma para a empresa se aproximar dos empreendedores, das pequenas empresas startups do país para conseguimos fazer inovação de uma maneira mais direta, buscando um produto supra as necessidades. O coordenador do Instituto SENAI de Tecnologia e Energia, São Paulo, Sunny Jonathan agradeceu o apoio da FIERO e SENAI-RO, falou dos serviços ofertados pela instituição e destacou o relacionamento da indústria e o setor elétrico.

 

José Rafael Lopes, coordenador de Serviço de Tecnologia e Inovação do SENAI-RO esclarece que o trabalho da equipe foi organizar o evento em parceria com a Energisa e a Santo Antônio Energia. “O SENAI está fortalecendo a vertente de consultoria e inovação mediante a realização deste tipo de evento”, finalizou.

 

O coordenador de eficiência energética do grupo Energisa em Rondônia Tales Henrique Souza falou que a empresa espera propostas e projetos de pesquisa e inovação que agreguem. “A iniciativa, realizada em 13 cidades, encerrando por Porto Velho, conseguiu alinhar os discursos e encontrar soluções para atender todas as regiões. É importante para o setor energético em si e para toda comunidade”, garantiu.

 

Encerrando o evento, houve um debate sobre inovação, pesquisa e desenvolvimento entre os idealizadores do projeto e representantes da Energisa e da Santo Antônio Energia, com mediação de coordenador de Saúde e Segurança na Indústria do SESI-RO e líder da comunidade Tambaqui Valley, Victor Hugo Ribeiro.

 

Saiba mais sobre a chamada em www.energyfuture.com.br ou entre em contato com a Firjan em (21) 99605-7286 (WhatsApp).

 

 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS