BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

NAS RUAS: Energisa vai acionar Justiça por abuso de autoridades contra seus colaboradores

A assessoria da Energisa divulgou nota, no final da tarde desta quinta-feira, informando as providências que estão sendo adotadas

EXPRESSÃO RONDÔNIA

13 de Dezembro de 2019 às 10:54

Foto: Divulgação

Cansada de ser saco de pancadas de políticos e aventureiros que buscam ampliar os problemas do setor para buscar uma candidatura nas eleições do próximo ano, a Energisa Rondônia, concessionária que comprou a antiga Ceron, começa a reagir contra seus algozes.

 

A assessoria da Energisa divulgou nota, no final da tarde desta quinta-feira, informando as providências que estão sendo adotadas.

 

Confira a nota:

 

Energisa se posiciona sobre abuso de autoridade sofrido por eletricistas

 

A Energisa Rondônia informa que está tomando todas as providências necessárias contra o abuso de autoridade sofrido por dois eletricistas de empresa terceirizada que foram ilegalmente constrangidos e indevidamente conduzidos ao Batalhão da Polícia Militar na tarde desta quinta-feira, 12. A dupla teve suas atividades de fiscalização e combate ao crime de furto de energia interrompidas sob a alegação de descumprimento de Lei Estadual.

 

Por três meses seguidos, o medidor de energia da unidade consumidora registrou o consumo mínimo de 50 kWh, o que indica suspeita de fraude. A equipe foi recebida pela filha da proprietária do imóvel que autorizou a fiscalização. Constatada a suspeita de irregularidade, o medidor foi retirado, lacrado e substituído. Nesse momento, provocada pela intervenção indevida e abusiva de um cidadão, a Polícia Militar determinou a condução dos eletricistas.

 

A empresa ressalta que a prestação de serviço realizada por ela é uma concessão da União e que segue as regras definidas e fiscalizadas pelo Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, órgão regulador do setor, assim como todas as distribuidoras que operam nas diversas regiões do país. Como concessionária, a Energisa cumpre o regramento do órgão regulador que determina, em contrato, que é obrigação da empresa combater a prática do crime de furto de energia, conforme prevê o artigo 155 do Código Penal Brasileiro.

 

A empresa manifesta a sua preocupação com a integridade física de seus colaboradores e garante que não vai poupar esforços para preservar o bem-estar e o conforto de todos os rondonienses.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS