BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

OPERAÇÃO TEIXEIRÃO II: Governo de Rondônia assina Termo de Cooperação do Projeto Rondon

A segunda operação vai envolver 250 acadêmicos de instituições de ensino superior de Rondônia

SECOM - GOVERNO DE RONDÔNIA

07 de Dezembro de 2019 às 08:20

Foto: SECOM-GOVERNO DE RONDÔNIA

Na próxima terça-feira (10), às 10h, o Governo do Estado junto com o Ministério da Defesa e nove prefeituras do interior de Rondônia assinam o Termo de Cooperação do Projeto Rondon – Operação Teixeirão II. Serão beneficiados com o projeto federal os municípios de Alto Alegre dos Parecis, Campo Novo, Costa Marques, Governador Jorge Teixeira, Novo Horizonte, Presidente Médici, Urupá, São Francisco e Theobroma. A cerimônia será no auditório Jerônimo Santana, no 9º andar do edifício Pacaás Novos, Palácio Rio Madeira.

 

A segunda operação vai envolver 250 acadêmicos de instituições de ensino superior de Rondônia, que irão conhecer e vivenciar a realidade das comunidades em uma missão de 10 dias, experiência prevista para acontecer no período de férias letivas, de 2 a 19 de julho de 2020. Os estudantes serão divididos em 10 grupos, cada um com oito alunos e dois professores.

 

É importante enfatizar que esta segunda operação só irá acontecer porque o governador Marcos Rocha abraçou o projeto e fez um pedido pessoal ao Ministério da Defesa para que a operação tivesse essa segunda edição no próximo ano”, revela o coordenador regional do Projeto Rondon no estado, major Clodomar Rodrigues.

 

As instituições serão selecionadas por edital, formando as equipes de universitários e professores para participar da operação. O projeto propõe integração social dos jovens voluntários e os municípios, buscando soluções sustentáveis de desenvolvimento e bem estar para comunidades carentes. O envolvimento dos acadêmicos gera crescimento enquanto cidadãos, consolidação do senso de responsabilidade social, estila a criação de projetos e a troca de conhecimentos.

 

A instituição monta um projeto com base no que o município precisa, sejam dinâmicas, mini cursos, palestras, tudo voltado para a sustentabilidade, para capacidade de trabalho, enfim. O governo se responsabiliza pelo transporte, a prefeitura por sua vez dá a alimentação e hospedagem. O edital será feito pelo Ministério da Defesa, bem como a seleção. A participação das universidades é fundamental para que o projeto aconteça”, conclui o coordenador.

 

O Major Rodrigues acrescenta ainda que o foco do Projeto Rondon são os acadêmicos. “A ideia é tirar esses estudantes daquela ‘caixinha’ da sala de aula, e fazer com que ele enxergue outra realidade”. Entre as autoridades de Rondônia presentes, o Ministério da Defesa será representado pelo coronel Antônio Silano de Paula Filho – gerente do Projeto Rondon, e o vice-almirante Luiz Octávio Barros Coutinho – coordenador geral do Projeto Rondon.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS