BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SOLITÁRIO: Hildon exonera servidores do vice e isola Edgar do Boi na administração

Segundo fontes, até o motorista oficial que serve ao vice foi retirado

RONDONIAOVIVO

02 de Dezembro de 2019 às 17:47

Foto: Divulgação

A relação entre o prefeito Hildon Chaves (PSDB) e o vice Edgar do Boi (PSDC) que já não era das melhores, ao que tudo indica ficou ainda pior. A briga entre os dois não é mais segredo para ninguém e está ficando, cada vez mais, aberta.

 

Numa decisão radical, o prefeito Hildon Chaves exonerou todos os funcionários comissionados que atendiam no gabinete de Edgar do Boi. Segundo fontes, até o motorista a que o vice tinha direito foi retirado.

 

A animosidade entre os dois já havia sido demonstrada em várias ocasiões. Uma dessas foi quando da mudança da sede da prefeitura para o Prédio do Relógio que aconteceu recentemente. As novas instalações do Executivo municipal se localizam em frente a Estrada de Ferro Madeira Mamoré, no centro da capital

 

O vice não teve espaço nessa mudança e foi deixado sozinho no antigo prédio da prefeitura, que fica em frente a Catedral de Porto Velho, também no centro da capital. Sem funcionários, Edgar do Boi se tornou, literalmente, um vice de enfeite.

 

Hildon já demonstrou em diversos momentos que o vice-prefeito não é uma pessoa bem-vinda na atual administração. Pelas regras do cargo, quando o prefeito viaja é natural que o vice assuma a administração municipal em substituição ao titular.

 

No entanto, na capital de Rondônia, quando Hildon viaja o cargo fica vago, e as decisões sobre a gestão da cidade ficam a cargo do secretário geral adjunto, Devanildo Santana. O poder do vice foi totalmente esvaziado.

 

Recentemente, no último dia 8 de novembro, em uma reunião na Câmara dos Vereadores, Edgar do Boi, demonstrou todo o seu descontentamento com Hildon Chaves. O vice estava participando de uma reunião com pais de alunos, que moram nos distritos de Porto Velho e reivindicavam transporte escolar, quando subiu na tribuna e fez várias críticas à atual administração portovelhense.

 

Nesse dia, Hildon estava em viagem para a Coréia do Sul e Edgar do Boi participou do encontro como se fosse o verdadeiro representante da prefeitura local. Ele fez um discurso de seis minutos, mas que foram o bastante para demonstrar a enorme antipatia com o prefeito.

 

Criticou vários aspectos da gestão municipal e disse sentir vergonha. “Em todos os distritos que fui, não tem nenhum que está organizado, nenhum. Me sinto envergonhado, muito envergonhado mesmo”, concluiu.

 

    

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS