ABSURDO: Nota de repúdio contra o assédio praticado por assessoras do prefeito

Confira a nota

Assessoria

03 de Setembro de 2018 às 09:16

Foto: Divulgação

 

No dia 31 de Agosto de 2018, durante o evento de posse de Conselheiros (as) de Direitos realizado no Auditório do Espaço Mulher, três representantes do prefeito Hildon Chaves, servidoras da Secretária da Educação do Município e uma delas Suplente da Secretária de saúde, constrangeram e assediaram duas representantes da Sociedade Civil por meio de comentários desonrosos e humilhantes relacionado a dignidade de ambas, julgando que a roupa utilizada por elas, insinuava vulgaridade.

 

Além de fotografá-las sem a permissão e divulgar para alguns participantes do evento, dentre eles homens, desrespeitando completamente a dignidade e a imagem das profissionais assediadas.

 

Repudiamos este tipo de atitude e reiteramos que a divulgação de fotos de terceiros sem autorização, configuram crime, passível de processo, conforme o que dispõe em nossa Carta Magna, art. 5o, inciso X da Constituição Federal que: "são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando direito à indenização pelo dano material e moral".

 

E, preconiza também em nosso Código Penal sobre a difamação, em seu art. 139, difamação - "Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa".

 

Machismo praticado por mulheres representa uma lástima em nossa sociedade, onde tendem a perpetuar o julgamento de nossas capacidades por nossas roupas.

 

Repudiamos todas as formas de machismo, assédio constrangimento e difamação.

 

Não toleramos!

 

Coletivo feminino, filhas do boto nunca mais.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS