BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Delegacia da Mulher conclui investigação sobre padastro que abusava de gêmeas

Durante abuso, padrasto engravidou uma das adolescentes

Da Redação

03 de Outubro de 2017 às 16:39

Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (03), a delegada Solângela Guimarães concedeu uma coletiva a imprensa na Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher para esclarecer um dos casos de brutalidade de estupro na zona rural do Cone Sul.

De acordo com Solângela, uma delegacia do interior encaminhou um documento de denúncia de estupro contra duas adolescentes na divisa entre a cidade de Corumbiara e Chupinguaia. “Como o caso pertence a circuncisão de Vilhena, eu e uma equipe do DEAM assumimos situação”, enfatizou a delegada.

A delegada afirmou que o fato se trata de um dos caso mais chocantes de estupro em 12 anos de profissão, pela barbaridade e crueldade com as vítimas que foram obrigado a sofrer. A delegada disse, que as vítimas se trata de duas adolescentes de 15 anos que foram estupradas pelo padrasto na zona rural, e o infrator abusava das vítimas no acariciamento, quanto na conjunção carnal sobre ameaças.

Segundo Solângela, a mãe das vítimas sabia que o companheiro abusava das meninas, mas o próprio o ameaça de morte, e ainda a espancava quando defendia as filhas. “O caso só foi denunciado porque uma das vítimas pediu para o acusado que as deixasse ir para uma cidade do interior para a mãe se tratar e chegando ao local as meninas relataram o fato para avô que resolveu denunciar.

O acusado foi detido por equipes da Polícia Militar de Corumbiara, Polícia Civil de Cerejeiras e equipe da Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher (DEAM). A delegada salientou que um laudo foi realizado nas vítimas e uma delas está gravida.

A delegada finalizou ressaltando que o homem está preso na Casa de Detenção de Vilhena e aguarda a conclusão do inquérito para que vá a julgamento.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS