BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Programa Saúde na Escola espera 100% de adesão dos municípios

Dos 52 municípios do estado, 14 ainda estão fora do pacto

Da Redação

07 de Junho de 2017 às 14:24

Foto: Divulgação

Até a próxima quarta-feira (14), o Programa Saúde na Escola (PSE) deverá completar a adesão dos 52 municípios de Rondônia, conforme previu nesta quarta-feira (7) a Coordenação do programa da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC). Dos 52 municípios do estado, 14 ainda estão fora do pacto.

Até o biênio 2014-2015, Rondônia totalizava 392 escolas no programa, com atuação de 194 equipes e 154,9 mil alunos atendidos em 35 municípios.

Agora, das 156 novas escolas com 41,4 mil alunos contemplados, 117 são prioritárias. Nelas estudam alunos de famílias inscritas no Programa Bolsa Família ou que cumprem medidas socioeducativas.

Essas escolas dispõem de 73 equipes de saúde e 15 creches têm 1.389 alunos matriculados.

“Nesta quinta-feira [8] vamos nos reunir com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho para reduzir a vulnerabilidade dos alunos”, disse Laís Reis, da coordenação do PSE.

Na capital, pelo menos 20 escolas municipais e 15 estaduais já aderiram, e a estimativa agora é que chegue a 36 o número de estabelecimentos estaduais.

Laís alertou prefeitos e secretários municipais de saúde, no sentido de buscarem entendimento para o bom funcionamento do programa. “Se houver mais vontade, com o estímulo da Sesau, poderemos subir degraus e conquistar o atendimento desejado”, apelou.

O PSE elegeu uma série de prioridades, entre as quais o NutriSUS. É por este motivo que os municípios precisam lançar um olhar mais profundo sobre os resultados, segundo Laís. “O NutriSUS consiste na adição direta de nutrientes à alimentação oferecida em creches às crianças de seis meses a três anos e 11 meses”.

Ao mesmo tempo, lembrou, a avaliação antropométrica do aluno possibilita a identificação de educandos com sinais de obesidade ou sobrepeso, desnutrição, deficiência física, e acompanhamento para a unidade básica de saúde de referência e/ou equipe de saúde de referência.

No ano passado, a coordenadora Maria Inês Alves Fernandes apelou a comerciantes, igrejas, conselhos tutelares, entidades diversas, para que participassem do debate e colaborassem no atendimento às crianças. “Solidariedade e parceria são sempre bem-vindas”, disse.

 

PRIORIDADES DO PSE

► Avaliação antropométrica

► Atualização do calendário vacinal

► Avaliações oftalmológica e auditiva

► Avaliação nutricional

► Avaliação da saúde bucal

► Avaliação psicossocial

► Distribuição de suplementos do NutriSUS [Estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó]

► Detecção precoce de agravos de saúde negligenciados; detecção precoce de hipertensão arterial sistêmica

 

MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM

Campo Novo de Rondônia, Machadinho do Oeste e Nova Brasilândia só aderiram este ano. Os novos integrantes do pacto são os seguintes:

 

Alta Floresta do Oeste

36 escolas com 5.994 alunos

 

Alto Paraíso

10 escolas, 3.128 alunos

 

Campo Novo de Rondônia

6 escolas, 2.091 alunos

 

Costa Marques

10 escolas, 2.747 alunos

 

Machadinho do Oeste

25 escolas, 6.041 alunos

 

Mirante da Serra

6 escolas, 2.375 alunos

 

Nova Brasilândia do Oeste

10 escolas, 4.142 alunos

 

Novo Horizonte do Oeste

9 escolas, 2.245 alunos

 

Pimenta Bueno

10 escolas, 3.714 alunos

 

Pimenteiras do Oeste

3 escolas, 604 alunos

 

São Miguel do Guaporé

7 escolas, 2.347 alunos

 

Seringueiras

6 escolas, 2.489 alunos

 

Vale do Anari

6 escolas, 1.374 alunos

 

EM FASE DE CONCLUSÃO

Buritis, Cacoal, Espigão do Oeste, Jaru e Ji-Paraná

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS