BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Irmãos que trocaram tiros com PM são presos

Segundo a polícia, além de estarem sendo procurados pela troca de tiros, os irmãos estavam na condição de foragidos da justiça, pois Marcos Henrique Ferreira possui um mandado de prisão em aberto pela Comarca de Rolim de Moura – RO

Vip Notícia

05 de Janeiro de 2017 às 16:38

 A Polícia Militar conseguiu prender na madrugada desta quinta feira (05), os irmãos Marcos H.F.S., 22 anos, e Marcelo F.S., 20 anos, sob a acusação de terem trocado tiros com uma guarnição de Rádio Patrulha da PM no dia 23 de dezembro de 2016 em frente a um comércio de entorpecentes no Bairro Mutirão em Cacoal – RO.

Segundo a polícia, além de estarem sendo procurados pela troca de tiros, os irmãos estavam na condição de foragidos da justiça, pois Marcos Henrique Ferreira possui um mandado de prisão em aberto pela Comarca de Rolim de Moura – RO, pelo delito de homicídio qualificado (Art. 121 do CPB), e Marcelo Ferreira estava de indulto desde o dia 23 de dezembro e rompeu a tornozeleira eletrônica no intuito de não retornar à Casa de Detenção, onde estava cumprindo pena pelo crime de tráfico de entorpecentes (Art. 33 do CPB).

Troca de Tiros

A troca de tiros ocorreu enquanto uma guarnição de Rádio Patrulha composta pelo SD PM Eldimar e SD PM FEM Francieli realizavam patrulhamento de rotina pelo Bairro Mutirão e avistaram uma intensa movimentação em frente a uma boca de fumo.

Na tentativa de abordar a pessoa de Marcos Henrique Ferreira, que portava uma porção considerável de drogas, os PM’s foram surpreendidos por vários disparos de arma de fogo efetuados por Marcelo Ferreira, que tentava proteger o irmão.

Durante o ataque, os PM’s revidaram e houve troca de tiros, mas não conseguiram prender os irmãos, que fugiram pulando muros de residências. Mesmo com apenas dois PM’s na viatura, os militares adentraram ao comércio de entorpecentes e com auxilio das demais guarnições em serviço prenderam três pessoas da mesma família que comercializavam drogas naquele local.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS