BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PM inicia etapa de combate à criminalidade no Orgulho do Madeira em Porto Velho

PM inicia etapa de combate à criminalidade no Orgulho do Madeira em Porto Velho

Da Redação

07 de Novembro de 2016 às 14:33

Foto: Divulgação

O Residencial Orgulho do Madeira, construído pelo governo estadual na zona Leste de Porto Velho por meio doPrograma Morada Nova, em parceria com o Minha Casa Minha Vida do governo federal, representou a realização de um sonho comum para dezenas de famílias: a conquista da moradia própria; mas também foi marcado por conflitos entre moradores.

No início da ocupação do residencial eram constantes as denúncias de furtos, roubos e venda de drogas. Para conter a criminalidade no local, a Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e cidadania (Sesdec) implantou ações para reforçar o policiamento dentro da unidade habitacional. ‘‘Na primeira fase foi necessário o policiamento repreensivo. Fizemos várias prisões de traficantes e em situação de roubos’’, afirmou o comandante do 5° Batalhão da Polícia Militar, major Rone Herton Freitas.

De acordo com o comandante, a unidade móvel da Polícia Militar, que conta com escritório, câmeras de videomonitoramento, além de duas motos e dois veículos para auxiliar no patrulhamento, ganhará reforço com a inclusão de 18 câmeras em pontos fixos do residencial. A PM aguarda apenas que a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) libere os equipamentos auxiliares da segurança.

NOVA ETAPA

Essa segunda etapa também será marcada pela aproximação da PM à comunidade. ‘‘A própria comunidade será orientada a ser parceira da Polícia Militar na garantia da segurança pública. Nós estamos preparando treinamento para os policiais iniciarem esta segunda etapa da Polícia Comunitária no local. Eles visitarão cada apartamento para verificar as dificuldades. Haverá reuniões com síndicos e representantes das associações para ajudar a fazer de lá um local tranquilo para moradia’’, disse o major.

Dar continuidade às ações de segurança no local é uma estratégia para fortalecer a confiança conquistada pela PM no local. ‘‘Havia uma resistência. Os moradores estavam preocupados se iríamos permanecer lá e temiam que com nosso afastamento houvesse represálias, mas eles agora sabem que nosso acompanhamento é constante’’, contou.

Uma iniciativa que marca essa nova etapa da atuação da PM  no residencial foi realizada no dia 16  de outubro em alusão ao Dia das Crianças. Na ocasião, os policiais promoveram distribuição de brinquedos, lanches e uma série de brincadeiras, inclusive com a montagem de uma réplica da pista de ação e reação da PM.

GOL DE CIDADANIA

A PM também tem a expectativa de iniciar o projeto social ‘‘Recrear, Um Gol de Cidadania’’, que terá como público-alvo adolescentes moradores do residencial Orgulho do Madeira. Para esta ação, o 5° Batalhão da Polícia Militar conta com o apoio da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas (Vepema), que já investiu em outros projetos sociais da instituição.

A ideia, segundo o comandante, é que pelo menos 80 jovens participem da escolinha de futebol que terá as atividades no contraturno escolar. ‘‘Percebemos a necessidade de promover a integração entre eles, que ainda estão em um momento de adaptação na nova moradia. Então a gente viu no projeto uma oportunidade para tentar colaborar com a comunidade e estar presente na questão da segurança pública’’, argumentou.

Além da atividade esportiva, o projeto prevê que os adolescentes sejam acompanhados por uma equipe multidisciplinar . ‘‘Um dos critérios para participar do projeto é estar estudando. Faremos acompanhamento na escola, pois nós percebemos que haverá dificuldade porque com a mudança de moradia muitas estão fora da escola, inclusive, iremos atuar também nisso para buscar vagas para eles em escolas mais próximas’’, adiantou.

NOVO OLHAR

Essa é uma tentativa de despertar um novo olhar da comunidade sobre a atuação da PM. ‘‘A Polícia Militar não é aquela que só chega e prende. Também estamos para orientar, ajudar e evitar que mais pessoas sejam inseridas na criminalidade, especialmente na questão das drogas’’. A expectativa do comandante é que ainda neste ano ‘O Gol de Cidadania’ seja iniciado”, ponderou.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS