BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Acadêmicos da UNIR protestam por falta de inclusão de surdos

Os acadêmicos finalizaram afirmando que aguardam uma rápida resolução para o caso, já que se trata de um principio básico de igualdade.

Da Redação

17 de Agosto de 2016 às 08:57

Foto: Divulgação

Nesta última terça-feira (16), acadêmicos do curso de Letras/Libras da UNIR (Universidade Federal de Rôndonia), realizaram uma manifestação para chamar a atenção da sociedade sobre a precariedade educacional que os estudantes vem sendo acometidos dentro da universidade desde o primeiro dia em que começou as aulas.

De acordo com os acadêmicos a universidade não disponibiliza da estrutura mínima para a realização do curso e ainda está preterindo alunos portadores de necessidades especiais, neste caso em especifico, alunos surdos.

Quase um mês após o inicio do semestre letivo na UNIR, ainda não foi colocado interpretes de LIBRAS na sala de aula, um grupo de acadêmicos com deficiências auditivas está sem condições  de estudar e a cada dia eles ficam mais atrasados no conteúdo acadêmico.

Não é só a turma de Letras que tem surdo, existem outros cursos também, ontem mesmo quando estávamos um abaixo assinado havia uma sala que tinha três surdos tentando assistir aula sem intérprete”, disse uma das acadêmicas participante do protesto.

Os acadêmicos finalizaram afirmando que aguardam uma rápida resolução para o caso, já que se trata de um principio básico de igualdade. 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS