Futuro da Apple pode não estar no mercado de consumo

A parceria da tecnológica de Cupertino com outras empresas está dando cada vez mais frutos

Da Redação

13 de Agosto de 2016 às 09:51

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Os últimos meses não têm sido fáceis para a Apple, com vendas do iPhone a serem cada vez mais reduzidas e o mercado dos tablets a se tornar praticamente irrelevante. Porém, a tecnológica de Cupertino continua a conseguir escoar os seus produtos, sendo que desta vez não tem como objetivo o mercado de consumo e os seus clientes de sempre. Desta vez o seu objetivo são as empresas.

Conta o Times que a Apple se tornou a marca “preferida de dispositivos de computações móveis para empresas”, uma ideia que ganha cada vez mais força com a informação que quase metade dos iPad vendidos pela Apple até agora foram adotados por empresas.

Esta é uma nova direção para a Apple, uma que foi adotada depois da entrada da Tim Cook no papel de CEO uma vez que Steve Jobs tinha como único objetivo conquistar o mercado de consumo.

VEJA TAMBÉM: 
15 recursos 'escondidos' no iOS 10 que a Apple não quis divulgar

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS