BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Governo entrega 704 chaves de imóveis do Orgulho do Madeira

Governo entrega 704 chaves de imóveis do Orgulho do Madeira

Da Redação

29 de Março de 2016 às 11:33

Foto: Divulgação

 Saiu nesta terça-feira (29) o cronograma de assinatura de contratos habitacionais para 704 unidades do Residencial Orgulho do Madeira, no Bairro Mariana [Zona Leste de Porto Velho]. Os blocos sorteados já têm síndicos, subsíndicos e conselho fiscal.

A entrega de chaves dos imóveis está prevista para o próximo dia 14 de abril, informou o coordenador de habitação da Secretaria Estadual de Assistência e do Desenvolvimento Social, José Carlos Monteiro Gadelha. Ao todo, mais 2.800 pessoas devem se mudar para o local.

A taxa de condomínio é de R$ 40. Duas reuniões de esclarecimentos gerais ocorreram até agora. As quadras 543 e 592 promoveram duas assembleias e divulgam a mobilização visando à assinatura dos contratos com a Superintendência de Negócios do Banco do Brasil.

Proprietários das unidades nos blocos 1 a 36 nos lotes 338 e 347, nas ruas 10 e 11, assinarão contratos no dia 4 de abril das 8h às 10h, na sala da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

Também no dia 4, proprietários dos blocos 1 a 36 nos lotes 338 e 389, nas ruas 9 e 10, assinarão esses documentos das 9h ao meio-dia.

Já os proprietários de apartamentos nos blocos 5 a 16 nos lotes 104 [Rua Oswaldo Ribeiro], 460 e 523 deverão comparecer à sala da Emater no dia 5 de abril, das 8h ao meio dia.

Segundo o coordenador José Carlos Gadelha, as secretarias estadual e municipal de Educação estudam agora a readequação do calendário escolar. “As secretarias providenciam o devido encaixe dos alunos que serão transferidos de escolas de Ensino Fundamental e Médio nos bairros em que moravam, antes do sorteio dos imóveis para suas famílias”, ele explicou.

As 704 famílias se somarão com 976 que já se mudaram para o residencial e também receberam semelhantes orientações. Ambas fazem parte da primeira etapa da entrega de apartamentos.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS