BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Corretor de imóveis: desafios e perspectivas da profissão

Corretor de imóveis: desafios e perspectivas da profissão

Da Redação

14 de Agosto de 2015 às 16:51

Foto: Divulgação

Profissão é essencial para o desenvolvimento do setor imobiliário no país 

Muitos têm a impressão de que o corretor de imóveis é aquela pessoa que fica em um plantão de lançamento aguardando clientes para negociar uma proposta e vender os imóveis. Mas, a profissão é mais do que isso. Esse profissional tem diversos ramos de atividade, como imóveis usados, gestão de carteiras e até administração de condomínios.

Os desafios da profissão são diversos. A corretagem de imóveis foi uma das primeiras atividades que conseguiu status de profissão liberal, regulamentada por uma lei federal. Depois da conquista da lei, se iniciou a história da importância e competência dessa profissão. Hoje, dada a complexidade da burocracia e da jurisdição na aquisição, locação e administração de imóveis, esse profissional é fundamental para o desenvolvimento do setor imobiliário.

A visão de empreendedorismo é essencial e faz parte da natureza do corretor. Essa característica deve estar muito presente no seu dia a dia, pois ele precisa enxergar em um determinado imóvel a potencialidade do negócio e exibi-la de forma segura e precisa ao comprador.

Já as perspectivas são as melhores possíveis. O potencial do setor imobiliário do país é cada vez maio e melhor. Por isso, o profissional que pensa em desenvolver a profissão de forma ética e com o conhecimento necessário tem uma probabilidade muito positiva de sucesso.

 

ELEIÇÃO NO CRECI-RO
 


È com esse ponto de vista que a Chapa 2 – Renovação Já -, vai as urnas no próximo dia 19 de agosto, visando mudar a atual gestão, e promover a participação de todos os profissionais do estado na próxima administração do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-RO).

A Chapa propõe total transparência nos próximos anos, com portal de acompanhamento na internet, sala de apoio aos Corretores, seminários, palestras e workshops para estar cara vez mais próximo dos atuantes da profissão credenciados.

O candidato à presidência, João Kennedy, reforça que o combate aos contraventores será priorizado também. “Iremos realizar blitz educativas com mais frequência em diversos municípios do interior e na Capital. Quase todas as nossas propostas eram pra estar em atividade pela atual gestão, mas não estão. O Corretor de Imóveis não vê uma justificativa, uma ação, ou promoção do CRECI atual”. “Nós vamos mudar essa realidade e valorizar a nossa classe”, completa Edenir Colatto, candidato a vice na mesma chapa.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS