BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Comandante da PM apresenta plano para reduzir criminalidade

Segundo o comandante geral da PM, após quatro meses no cargo, período em que realizou um diagnóstico da situação da Polícia Militar no Estado, a segurança pública, conforme o preceito constitucional envolve o poder público, mas também, a sociedade e este

Da Redação

08 de Setembro de 2014 às 10:26

Foto: Divulgação

A Polícia Militar de Rondônia tem pronto um plano de ações para reduzir a criminalidade no Estado. O anúncio foi feito pelo comandante geral da instituição, coronel PM Fernando Luiz Brum Prettz, durante entrevista ao programa A Hora do Povo, do radialista Maurício Calixto, na Rádio Rondônia FM, em Porto Velho. Segundo ele, há projetos em andamento que buscam atingir esta meta e que a participação da sociedade é fundamental.

Segundo o comandante geral da PM, após quatro meses no cargo, período em que realizou um diagnóstico da situação da Polícia Militar no Estado, a segurança pública, conforme o preceito constitucional envolve o poder público, mas também, a sociedade e este é o caminho a ser trilhado a partir de agora.

O coronel Prettz citou como exemplo o projeto “Vizinho Solidário”, implantando no conjunto residencial Santo Antônio, em Porto Velho, onde as famílias estavam sofrendo com a presença constante de vândalos e usuários de drogas na praça do bairro. A solução veio através da mobilização dos moradores, que se comprometeram em contribuir observando o que ocorre nas redondezas e informar aos policiais. Além do monitoramento regular no local, a Polícia Militar disponibilizou um oficial da corporação para acompanhar os trabalhos.

 

Vizinho

O Projeto “Vizinho Solidário” deve ser seguido de outros, que também envolvem a participação da sociedade, como o Repas – Rede de Apoio e Prevenção de Segurança Pública, que mobiliza profissionais que trabalham rotineiramente nas ruas e podem observar situações atípicas que podem ajudar a polícia. Os carteiros, agentes de saúde, taxistas e mototaxistas serão chamados a participarem como voluntários e prestarão importante contribuição ao trabalho preventivo.

Ao analisar o índice de violência que afeta a sociedade, o coronel Prettz disse que parte do problema está relacionado ao enfraquecimento da família e o consequente avanço das drogas, cujo reflexo se espalha em prejuízo de todos. Por isto, segundo ele, é necessário que a sociedade se envolva para que a violência seja contida.

O coronel Prettz afirmou ainda, na entrevista, que trabalha no planejamento da Polícia Militar para os próximos 15 anos. Ele lembrou que o efetivo da instituição é o mesmo de 16 anos atrás e que a readequação está em andamento. No início do próximo ano, 240 policiais iniciam o curso de formação, pois já passaram pela fase de seleção através de concurso. Ele pediu ao governo do Estado que outros 240 sejam concursados logo em seguida.

Nos últimos anos, a Polícia Militar de Rondônia teve baixa de 700 policiais, que se aposentaram, foram transpostos para os quadros da União, migraram para outras profissões ou morreram.

 

Guarda

Nos próximos dias, o comandante da PM, conforme revelou, vai tratar, em audiência com o prefeito de Porto velho, Mauro Nazif, que implante a Guarda Municipal para reforçar o mecanismo de segurança pública. Em resposta ao questionamento feito por um ouvinte do programa, ele disse que outra iniciativa prevista é a instalação da Patrulha Maria da Penha, que dará atendimento nos casos de violência contra a mulher.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS