BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

MACHADINHO - Polícia Civil desvenda homicídio e prende três pessoas

MACHADINHO - Polícia Civil desvenda homicídio e prende três pessoas

Da Redação

30 de Março de 2013 às 09:15

Foto: Divulgação

Um homem foi assassinado com oito tiros na cabeça na manhã do dia 16 de março de 2013 na Rua Rio Branco, Centro de Machadinho D'Oeste. A Polícia Militar, após ser acionada para comparecer ao local do crime encontrou o corpo sem vida de Ademilson Carvalho dos Santos, 39 anos.
Peritos criminais da Polícia Civil de Ariquemes compareceram ao local e fizeram o trabalho necessário para subsidiar as ações de investigação dos policiais que ficariam responsáveis pela solução do caso.
A delegada Fabrizia Elias Soares Alves instaurou um inquérito policial para apurar o violento homicídio e na tarde do dia 21 de março de 2013, policiais civis de Machadinho D'Oeste prenderam a suposta mandante do crime, Elexssângela C., 31 anos (esposa da vítima); Almir P.O., 22 anos (suposto executor dos disparos que vitimaram Ademilson) e Wendel L. O, 33 anos, que teria escondido a arma utilizada por Almir.
Conforme relatório das investigações, Elexssângela estaria tendo um caso com Almir e a arma do crime pertencia a Ademilson (vítima).
Elexssângela teria fornecido a arma do marido (vítima) ao seu amante Almir para que este o executasse e após o crime a arma foi entregue a Wendel,que trabalhava junto com Almir em uma fazenda próxima.
Ao ser indagado a respeito dos fatos, Almir confessou ter agido em cumplicidade com Elexssângela para a prática do crime e que as cápsulas vazias do revólver utilizado para matar Ademilson haviam sido jogadas dentro do poço de uma casa abandonada na rua Acre. Wendel informou à polícia onde a arma estaria escondida e Elexssângela, por sua vez, negou sua participação nos fatos.
A arma do crime foi apreendida e encaminhada à perícia, Almir, Elexssângela e Wendel receberam voz de prisão e estão à disposição da Justiça.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS