BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Integração Alemanha-Brasil em estudos geográficos em Rondônia

Integração Alemanha-Brasil em estudos geográficos em Rondônia

Da Redação

08 de Agosto de 2012 às 10:26

Foto: Divulgação

As aulas de campo foram realizadas com estudantes dos mestrados da UNIR e de Heidelberg

Estudantes do Mestrado em Geografia da Universidade de Heidelberg, Alemanha, fazem aulas de campo na Amazônia a partir da apreensão do espaço pela semiótica. Em Rondônia, o grupo de 20 estudantes fez visitas técnicas juntamente com os mestrandos de Geografia da Universidade Federal de Rondônia – UNIR. Em Porto Velho as aulas ocorreram durante uma semana em pontos históricos e grandes projetos, com explanações feitas pelo professor Doutor Wolf Drietrick Gustav Johannes Sahr, da UFPR, acompanhado do professor Doutor Adnilson Almeida Silva, da UNIR.

A integração de mestrandos da Alemanha e Brasil levou os estudantes ao Centro de Treinamentos da Kanindê, entidade etno-ambiental que atua com povos indígenas, onde conheceram ações de preservação, de defesa e de aproveitamentos econômicos realizados em terras indígenas. No Museu Geológico de Rondônia conheceram rochas e minérios existentes na região e peças arqueológicas encontradas no estado.

O grupo visitou ainda, o Museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, onde analisaram peças do patrimônio histórico e assinaram a lista de pedido para inclusão da EFMM como patrimônio cultural da Unesco. Outra visita que chamou a atenção foi a construção do complexo energético do rio Madeira, onde visitaram o canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Santo Antonio. Os pesquisadores estiveram também na Vila Nova de Teotônio para apreensão dos impactos causados pela formação do grande lago e readaptação da antiga comunidade da Cachoeira de Teotônio.

As prosseguiram em Ariquemes em vista ao garimpo de Bom Futuro, e no retorno visitaram a Floresta Nacional do Jamari. Antes do retorno ao país, os pesquisadores alemães visitaram também Manaus (AM) e Belém (PA).

O doutor Wolf Drietrick Gustav Johannes Sahr explicou que nas aulas de campo procurou dar liberdade para os estudantes fazerem as próprias percepções do espaço, utilizando métodos da geografia física e da humana. O doutor Adnilson Almeida Silva considerou que a integração é importante para o aprofundamento cientifico dos estudantes da UNIR, aproveitando as experiências do pesquisador Sahr.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS