BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PRIMEIRA MÃO – Na Terra das crendices e da ignorância, poucas coisas vão mudar – Por Sérgio Pires

PRIMEIRA MÃO – Na Terra das crendices e da ignorância, poucas coisas vão mudar – Por Sérgio Pires

Da Redação

03 de Janeiro de 2012 às 09:34

Foto: Divulgação

NA TERRA DAS CRENDICES E DA IGNORÂNCIA, POUCAS COISAS VÃO MUDAR NESTE 2012

Crendices fazem parte de qualquer comentário sobre o novo ano. Besteirol se ouve a granel. Gente ignorante, monitorada muitas vezes pelo fanatismo, exagera, transpira bobagem e infantilidades. Mas há também o outro lado da moeda. O lado real, aquele que é verdadeiro e que guia o mundo em que vivemos e não a virtualidade que só serve para ampliar a ignorância e a falta de visão de, infelizmente, a maioria dos brasileiros. Afora as crendices e idiotices, algumas notícias reais já começam a aflorar neste 2012 que recém começou. A  política econômica, por exemplo, não muda. Vamos nos manter no mesmo esquema, tentando ampliar nossas reservas para enfrentar a mais dura crise mundial das últimas décadas. Se fizermos corretamente as coisas, sofremos um pouco menos. Mas todos sofreremos. Na questão da saúde pública, câncer incurável desse país, com o perdão do trocadilho, pouco pode se esperar de melhorias. Além, é claro, das mirabolantes promessas que surgirão nas campanhas eleitorais para as Prefeitura e que, sabe-se desde agora, jamais serão cumpridas. Há ainda a questão da insegurança e violência, essa sim, tragédia diária na vida dos brasileiros. Não há luz no fim do túnel. Pelo contrário. A maioria dos nossos políticos, antipatriotas e defensores do próprio bolso e do próprio futuro, vão continuar votando leis que protegendo o crime e colocam na prisão domiciliar o brasileiro comum.

Não esperemos, pois, um 2012 de coisas muito boas para esse país. Se o terminarmos, na economia, como o começamos, já terá sido uma grande vitória. Mas no mais, nossa saúde continuará descendo ladeira abaixo e a violência, incentivada pela impunidade, só aumentará. Nossa esperança é que melhora o nível de cultura e conhecimento do brasileiro comum, para que ele não seja guiado por crendices, mas pela dura realidade. Daí, quem sabe, as coisas podem começar a melhorar. 

OLHO NA LEI

Pré-candidatos que se habituaram a fazer pesquisas extra oficiais, daquelas que só agradam a quem as contrata, já não podem fazê-las a partir de agora. A legislação eleitoral determina que todas as pesquisas devem ser registradas no Tribunal Regional Eleitoral até cinco dias da sua divulgação. Com todas as informações sobre metodologia, quem pagou e quem as fez.

CLIMA EXPLOSIVO

Como será 2012 na Assembleia Legislativa de Rondônia? Essa é a grande pergunta no mundo político do Estado. O 2011 terminou com um clima explosivo entre o presidente interino, José Hermínio Coelho e o governo Confúcio Moura. Os governistas vêm com tudo para tirar o poder de Hermínio, mas ele se preparou para enfrentar a batalha. Vai ser um ano complicado, até que tudo se defina.

SEM RESPOSTAS?

Ainda em relação à Assembleia, outra questão é que relacionada com os denunciados na Operação Termópilas. Manterão seus mandatos? Voltarão à Mesa Diretora? Valter Araújo, considerado foragido, será cassado por seus companheiros ou não? A verdade é que há muitas perguntas que nem a maioria dos deputados sabe responder, nesse momento.

PREFERÊNCIA

Pelos lados do governo, o nome do deputado Jaques Testoni é sempre visto com simpatia, quando se trata de se falar sobre o futuro comando da ALE. Em caso de confronto político, ele é um dos mais cotados como o novo do Palácio Presidente Vargas para o posto. Mas há também outras opções. A verdade, contudo, é que por enquanto, sabe-se que não há como mexer na cadeira de José Hermínio.

O NOVO MÍNIMO

O novo salário mínimo, já em vigor, injetará 42 bilhões de reais na economia brasileira. O maior problema será para as prefeituras, que já estão quebradas e que terão que suportar o novo gasto. É um salário que não resolve em nada os problemas dos que o recebem e um pesadelo principalmente para os pequenos municípios. Serve ainda para comparações com os majestosos salários dos políticos. Dá mais irritação do que benefícios.

DEPURAÇÃO

A coluna comentou há dias atrás: vários policiais militares envolvidos em denúncias de irregularidades estão causando problemas até com seus colegas, dentro da PM. É por isso que a Corregedoria da instituição está trabalhando para resolver pelo menos 50 casos de soldados e sargentos que podem ser expulsos nas próximas semanas. A PM rondoniense começa sua depuração, o que já é uma ótima notícia nesse início de 2012.

CADA VEZ PIOR

No trânsito, o ano que chegou já mostrou que a situação continuará sendo de tragédias e irresponsabilidades. No Ano Novo, em Rondônia e Brasil afora, motoristas e motoqueiros deixaram claro que não vão dar trégua à violência nas ruas e estradas. Muitos alcoolizados, andando em alta velocidade, sem preparo, sem conhecer as leis de trânsito, eles avisam: vão continuar morrendo e matando no trânsito.

PERGUNTINHA

Quando acontecerá o primeiro round de 2012 na luta entre o atual governador Confúcio Moura e o ex Ivo Cassol?

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS