BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

IV Encontro do Direito Médico superou as expectativas, afirmam participantes

IV Encontro do Direito Médico superou as expectativas, afirmam participantes

Da Redação

01 de Junho de 2011 às 11:40

Foto: Divulgação

O amplo auditório do Tribunal de Justiça ficou completamente lotado durante o encontro  
A Medicina e o Direito, duas correntes científicas que se aglutinam e se divergem ao mesmo tempo, mostraram maior convergência no IV Encontro de Direito Médico de Rondônia, segundo avaliou nesta terça-feira (31) o secretário de Estado da Saúde, médico e bacharel em direito Alexandre Muller.

 
O evento, realizado em Porto Velho, no último dia 27, pelo Escritório Cândido & Henrique Advogados Associados, foi prestigiado por médicos, advogados, estudantes, magistrados e acadêmicos de Medicina e de Direito de todo Estado. Para o secretário de Saúde, o encontro proporcionou a propagação de conhecimentos e ampliou temáticas que antes eram tratadas somente no campo da medicina. “Percebemos que com os avanços da tecnologia e da própria medicina, o médico tem que estar cada vez mais atualizado não só na sua profissão, mas também na área jurídica, o que torna o advogado uma parceria inquestionável”, salienta.
 
A mesma opinião tem o estudante de medicina de Vilhena, João Antônio da Silva. Segundo ele, a medicina hoje tem uma atuação tão ampla que, inevitavelmente, tem que ser respaldada pela área jurídica, “pois mexe com questões até então consideradas tabus, como a inseminação artificial e a célula tronco”.
 
Para o organizador do evento, advogado Cândido Ocampo, o encontro cumpriu sua proposta, que era proporcionar um amplo e profundo debate sobre a relação médico-paciente, “mas foi além das expectativas quanto ao número de participantes”.
 
Cândido Ocampo destacou o fato do número de participantes ter superado a previsão, a ponto de lotar o auditório do Tribunal de Justiça, obrigando a organização a providenciar 40 cadeiras para acomodar médicos, advogados e acadêmicos das duas áreas que foram ao encontro.
 
Sobre os assuntos que mais chamaram a atenção dos participantes, Cândido Ocampo destacou os efeitos do novo Código de Ética Médica, editado em abril do ano passado. O tema foi explanado pelo especialista em Direito Médico Genival Veloso de França na palestra “O novo Código de Ética e suas relações com o direito médico”.
 
 Também foi acompanhada com muito interesse e suscitou debates a palestra “Responsabilidade civil na relação médico-paciente”, ministrada pelo desembargador Alexandre Miguel, do Tribunal de Justiça de Rondônia. Nesta conferência, o ponto alto foi a quantidade de ações judiciais movidas contra médicos, indicando um novo comportamento dos pacientes, agora elevados á condições de consumidor.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS