BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DIREITO DE RESPOSTA – Professor Theophilo Alves Souza Filho

DIREITO DE RESPOSTA – Professor Theophilo Alves Souza Filho

Da Redação

27 de Outubro de 2010 às 08:41

Foto: Divulgação

Em menos de 24 horas este é o segundo esclarecimento dado por mim a falsas acusações dirigidas a minha pessoa. Ontem, foi a falsa história do desalojamento do grupo do CEGEA do seu prédio ainda não concluído o qual eu estaria planejando destinar ao departamento de Biologia. Hoje, tentam atingir-me naquilo que me é mais caro: minha honra e minha família.
 
Quando me candidatei a reitor da Unir, em nenhum momento imaginei que inverdades deste porte poderiam ser publicadas. Mesmo sendo adversários, somos colegas de trabalho. Não somos bandidos. Usaram de uma situação levantada pelo professor Erasmo para caluniar-me neste momento de eleição. Como visto posteriormente, mesmo o professor Erasmo afirma não ter sido apontada por ele nenhuma irregularidade. Acusar a mim e a minha esposa de desvio de recursos públicos é injurioso. Admito que quando li a reportagem fiquei profundamente abalado. Tenho 63 anos dos quais 30 dedicados a construção da Unir. Trabalho no projeto de construção da Unir mesmo antes de sua fundação. Em nenhum momento nos servimos da instituição. 
 
Mas por que então, dirigir-se a um órgão de imprensa com informações falsas, com o objetivo de denegrir a imagem de um colega? Será que o poder representado pela reitoria vale a deslealdade? O que estamos querendo construir? O que estamos ensinando aos nossos alunos? Estamos dizendo a eles que para conseguirmos um objetivo vale caluniar, espezinhar, mal-tratar e difamar? Sou educador e me recuso a utilizar tais maneiras de fazer política. Nossa participação na campanha eleitoral da Unir vai além do papel de concorrentes. Temos a função pedagógica de dizer aos mais novos que é possível fazermos política de modo digno e verdadeiro. Quem lança mão de estratégias como esta não encontrará em mim resposta igual. Refuto de maneira veemente as acusações dirigidas a mim e a minha esposa (Professora Mariluce).
 
Não aceito este tipo de atitude. Documentos comprobatórios da lisura da administração do Dinter em Administração encontram-se a disposição de todos na portaria do NUCS. Peço a todos que procurem informar-se sobre as falsas afirmações veiculadas no Rondoniaaovivo.
 
Professor Theophilo Alves Souza Filho
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS