BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DEBATE - Cahulla inicia atacando Confúcio sobre atividade e segundo bloco pega fogo

DEBATE - Cahulla inicia atacanto Confúcio sobre atividade e primeiro bloco pega fogo

Da Redação

13 de Outubro de 2010 às 21:30

Foto: Divulgação

No primeiro bloco, João Cahulla iniciou o embate com uma postura agressiva, atacando Confúcio e falando que ele tem um ótimo marketeiro, e que o setor médico do municipio de Ariquemes não está nada bem. Citando até uma cozinha irregular implantada na época da prefeitura de Confúcio.

Confúcio disse que a população de Rondônia mandou um recado para Cahulla e que o atual governo é terrorista e que o funcionário público não gosta dele. Que não vive de passado, mas que a sua administração como prefeito fala por si.

Cahulla em resposta a Confúcio, que disse que estava cantando de galo e ainda obedecia ordens do ex-governador Cassol, falou que fez mais de mil casas na zona rural e que o candidato do PMDB tem que falar a verdade. Sobre ser subalterno de Cassol, ele disse que ajudou a readmitir 10 mil funcionários que foram mandados embora da equipe de Confúcio, e isso há quatro anos. Disse que agora é a hora de falar a verdade, pedindo a população de Rondônia a presta atenção. Em tréplica Cahulla disse que Confúcio retirou casas em Ariquemes e que quem falou isso foi o povo do município.

Em sua pergunta o candidato do PPS disse que Confúcio não fala em família, em vista disso se ele é contra e a favor do aborto. Confúcio disse que é médico, enfermeiro e que nunca fez um aborto criminoso, contrário totalmente ao aborto. Citou a sua família, que vive bem com sua esposa e que nunca tomou casa de ninguém em Ariquemes, mas realizou execuções fiscais determinadas pelo governo Lula.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS