2ª Etapa da Campanha de Vacinação contra a paralisia infantil acontece no próximo dia 14

2ª Etapa da Campanha de Vacinação contra a paralisia infantil acontece no próximo dia 14

Da Redação

09 de Agosto de 2010 às 16:23

Atualizada em : de de às

Foto: Divulgação

Rolim de Moura já está preparado para a 2a Etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil. No próximo sábado, 14, a Prefeitura de Rolim de Moura, através da Secretaria Municipal de Saúde - SEMUSA,realizará a campanha contra a poliomielite, destinada às crianças com idade entre  0 a 5 anos.
 
Ao todo, serão 17 postos de vacinação distribuídos pelos bairros do município, além do atendimento na Unidade Básica de Saúde no Distrito de Nova Estrela. A campanha mobilizará aproximadamente 90 pessoas, entre agentes de saúde, técnicos e enfermeiros.
 
De acordo com a vigilância epidemiológica da SEMUSA, mais de 4.000 doses da vacina foram adquiridas para imunizar as cerca de 4.300 crianças de Rolim de Moura. A meta é imunizar ao menos 95% da população dentro da faixa etária, conformou informou a coordenadora do departamento epidemiológico do município, Quezia dos Anjos.
 
A coordenadora explicou ainda sobre a importância de impedir a presença da doença, criando um bloqueio por meio de campanhas de vacinação em massa. “Toda criança deve tomar a vacina para a formação do bloqueio, mesmo que já esteja com a caderneta atualizada. Esta atitude auxiliará na continuação de um país sem registro de ocorrência da doença há mais de 20 anos” ressaltou Quézia.
 
A abertura oficial da Campanha será em frente à SEMUSA, localizada na Avenida Curitiba, no centro, às 08h, com a presença do Prefeito Sebastião Dias Ferraz - Tião Serraia, do Secretário da Semusa - Roberto Diniz e demais autoridades do município.
 
Os atendimentos acontecerão das 08h às 12h e das 13h:30m às  17h. “A vacina é segura e não tem contra-indicações. Os pais ou responsáveis devem se atentar  apenas sobre a necessidade de estarem com a caderneta de vacinação da criança em mãos”, ressaltou Diniz.
 
A doença, causada pelo poliovírus geralmente ataca as crianças; O vírus se desenvolve na garganta ou no intestino e é disseminado pela corrente sangüínea, é contagiosa e, na forma mais grave, pode deixar sequelas permanentes. Ao chegar ao sistema nervoso central, ele ataca os neurônios, provocando a paralisia dos membros inferiores e superiores, podendo ainda causar a morte da pessoa.
 

Primeiras doses - A prevenção da pólio deve começar cedo. Os bebês precisam tomar as primeiras doses da vacina aos 2, 4 e 6 meses de idade, com um reforço aos 15 meses.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS