BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Centro de Fisioterapia Municipal de Porto Velho vai atender em novo endereço

Centro de Fisioterapia Municipal de Porto Velho vai atender em novo endereço

Da Redação

25 de Maio de 2009 às 17:11

Foto: Divulgação

Como parte da nova estruturação das unidades de saúde municipal, a prefeitura de Porto Velho, através da secretaria municipal de Saúde, investe agora no Centro de Fisioterapia Municipal que passará por uma ampla reforma, já a partir da próxima semana.

Durante a reforma, que está prevista para durar três meses, as atividades do centro que fica anexo a Policlínica Ana Adelaide, no bairro Pedrinhas, vão funcionar em um prédio alugado na avenida Pinheiro Machado, antigo colégio Pitágoras, (entre avenida Brasília e Salgado Filho), já a partir da próxima quarta feira, dia 27.
Há oito anos, desde que foi criado, o Centro de Fisioterapia Municipal nunca passou por uma reforma e isso tem dificultado o trabalho dos profissionais.” Nosso objetivo é proporcionar mais conforto aos pacientes e também proporcionar melhores condições de trabalho aos profissionais que atuam no centro, nos três turnos”, esclarece a diretora Célia Maria Cândido.
 
Das 07:00hs até às 20:00hs, passam pelo Centro de Fisioterapia Municipal, uma média de 90 pessoas por dia, cerca de 1.500 por mês, entre pacientes portadores de deficiências, acidentados, problemas de colunas, fraturas causadas por acidentes ou quedas, entre outros.
 
Para ser atendido por um dos dez profissionais fisioterapeutas que compõem o quadro, o paciente precisa apenas ser encaminhado pelo médico ortopedista e ser agendado previamente para os exercícios e aparelhos.
 
“Um dos nossos compromissos quando assumimos a secretaria municipal de saúde, era de dar uma atenção especial a reestruturação das nossas unidades de saúde, inclusive do Centro de Fisioterapia Municipal, que vai ficar em condições de prestar um serviço melhor a nossa população, melhorando também as condições em que trabalham os nossos profissionais” enfatizou o secretário Williames Pimentel.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS