BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Oficina de museologia destaca criação de novos museus para o Estado

Oficina de museologia destaca criação de novos museus para o Estado

Da Redação

17 de Março de 2009 às 14:07

Foto: Divulgação

Teve início nesta terça, 17, a solenidade de abertura da oficina de treinamento de equipes administrativas e de apoio para museus. O evento, que se realiza no Teatro Cacilda Becker, na cidade de Cacoal, se estenderá até o dia 19 de março de 2009. É voltado para gestores e trabalhadores da área museológica do Estado, com o objetivo de promover a valorização, preservação e gerenciamento do patrimônio cultural sob a guarda dos museus de Rondônia.

 

O Ministério da Cultura, por intermédio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) dá suporte na execução deste projeto, trazendo o ministrante da oficina, museólogo Paulo José Nascimento Lima, graduado pela Universidade Federal da Bahia e coordenador da área museológica do projeto de Implantação do Museu do Saneamento em São Paulo.

 

Assuntos como tipologias, funções básicas e definição de museus, preservação, investigação e comunicação, organogramas e funcionamento, o papel das equipes administrativas e de apoio, a imagem e o caráter público dos museus são temas debatidos na oficina.

  

Museus para Cacoal

 

A presidente da Fundação Cultural de Cacoal, Maria Lindomar dos Santos, destacou, durante a abertura, que a criação de museus a fim de resgatar as origens da cidade, os valores sociais, econômicos, as etnias indígenas, a fauna e flora amazônica, dentre outros fatores relevantes para preservar a história de Cacoal são metas do prefeito Franco Vialetto e da vice-prefeita Raquel Carvalho.

 

O prefeito Franco Vialetto enfatizou o excelente trabalho que está sendo desenvolvido pela presidente da Funccal, destacando o empenho e a determinação nas metas traçadas por sua administração. “Queremos que Cacoal seja reconhecida como um pólo cultural. Queremos resgatar os valores dos nossos pioneiros e das comunidades indígenas” destacou.    

 

Segundo Nazaré Silva, coordenadora do projeto pela Secel, o secretário de estado da cultura, Jucélis Freitas apóia a iniciativa de contextualizar a participação efetiva e constante da comunidade nos projetos e práticas museológicas.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS