BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Proposta do Executivo sobre reajuste divide esposas dos militares e bombeiros não aceitam

Proposta do Executivo sobre reajuste divide esposas dos militares e bombeiros não aceitam

Da Redação

06 de Agosto de 2008 às 17:45

Foto: Divulgação

A Mensagem nº 123 do Poder Executivo foi encaminhada para a Assembléia Legislativo do Estado de Rondônia (ALE/RO), com a seguinte proposta: reajuste de 12,5% para setembro, 10% para abril de 2009, junto com outro aumento de 6% para o mesmo mês - esse vale para todo funcionalismo, o que inclui também os militares. O Projeto vale para todos, Ativos e Inativos. Essa proposta foi aceita pelos policiais militares, no entanto, os bombeiros não aceitaram.
Segundo informação do Departamento de Comunicação, órgão oficial do Governo, a proposta foi feita e estabelecida na reunião realizada durante a manhã dessa quarta-feira (06) na Procuradoria Geral do Estado, com a participação do governador Ivo Cassol e a comissão de negociação da Associação de Esposas e Familiares dos Militares (Assesfam). Na capital as mulheres se dividiram quanto a aceitar ou não a proposta do Estado, segundo informou o Decom.

Em contato com a presidente da Assesfam, Sônia Maria, ela disse à reportagem do Rondoniaovivo.com que a proposta não foi aceita e que neste momento as esposas dos militares estão na ALE/RO conversando com o deputado Wilber da Astir. Ela ressaltou que as possibilidades de paralisação dos policiais e bombeiros militares são maiores e que está sendo discutindo também a estratégia de como será feito o aquartelamento, entre outras decisões, para que ocorra a paralisação da PM.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS