BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Acre - Jatinho quebra trem de pouso durante aterrissagem em CzS

Acre - Jatinho quebra trem de pouso durante aterrissagem em CzS

Da Redação

31 de Janeiro de 2008 às 08:32

Foto: Divulgação

O learjet de prefixo PT LEB, de propriedade da empresa Voetur, com sede em Brasília, quebrou o trem de pouso durante aterrissagem na noite de terça-feira, no aeroporto internacional de Cruzeiro do Sul. A aeronave, que tinha a bordo oito pessoas, sendo seis passageiros e dois tripulantes, chegou a tocar a pista às 23h45, procedente da capital federal. No encontro com o solo, um dos pneus dianteiros estourou e o avião deslizou, mas ainda percorreu 1.200 metros. O choque provocou uma inclinação lateral, e a asa direita bateu no asfalto abrindo um pequeno buraco na fuselagem por onde começou a vazar querosene. O comandante do avião, José Arantes Pinto Noronha, acionou o serviço do Corpo de Bombeiros que agiu rápido. Primeiro eles fizeram o resfriamento da aeronave, e depois removeram os ocupantes para o terminal de passageiros. Somente pela manhã foi possível avaliar os danos causados pelo acidente. A pista ficou interditada para pousos e decolagens por cerca de seis horas. O avião da TAM, alugado pelos correios para o transporte de malotes para o interior, ficou retido em Rio Branco aguardando a liberação da pista. Antes das sete da manhã, a Infraero já havia isolado a área. A aeronave levava para Cruzeiro do Sul uma equipe de executivos da Guascor do Brasil. Ninguém ficou ferido. A remoção da aeronave Por volta das 11h40, com o apoio de funcionários da empresa que presta serviço de solo para a Gol linhas Aéreas, funcionários da Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) usaram um trator e uma esteira de bagagem para remover o laerjet para o estacionamento de aviões do aeroporto. O avião foi lacrado e somente será liberado para a equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa), com base em Manaus/AM. Os técnicos do Cenipa irão a Cruzeiro do Sul realizar uma perícia para identificar as causas do acidente. Depois que o avião foi removido, a pista foi liberada e o vôo comercial que atende diariamente a cidade não sofreu atrasos. O superintendente em exercício da Infraero em Cruzeiro do Sul, Antônio Batista de Vasconcelos, disse por telefone que o acidente causou pouco ou quase nenhum transtorno no aeroporto. Jairo Barbosa
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS