BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

COPA DO BRASIL - Laudos técnicos do 'Aluizão' são entregues à FFER

A liberação da Polícia Militar e Engenharia foram apresentados, os laudos do Corpo de Bombeiro e Vigilância Sanitária ainda não foram liberados, e o prazo dado pela CBF encerra nesta quarta-feira, 1º de fevereiro

Futebol do Norte

02 de Fevereiro de 2017 às 09:17

Foto: Divulgação

Dois dos quatro laudos solicitados pela Confederação Brasileira de Futebol já foram entregues à Federação de Futebol do Estado de Rondônia pelo Rondoniense Social Clube. A liberação da Polícia Militar e Engenharia foram apresentados, os laudos do Corpo de Bombeiro e Vigilância Sanitária ainda não foram liberados, e o prazo dado pela CBF encerra nesta quarta-feira, 1º de fevereiro.

O Corpo do Bombeiro esteve do estádio Aluízio Ferreira na manhã da última terça-feira, 31, alguns ajustes foram iniciados no mesmo dia, de acordo com Edvaldo Botelho, coordenador de esporte da Superintendência da Juventude. O portão de emergência do estádio e a iluminação dos vestiários foram as primeiras alterações.

Paulo Ricardo, assessor da FFER, explicou que foi solicitado à CBF a prorrogação do prazo para entrega dos dois laudos que ainda estão pendentes, mas que até a manhã desta quarta-feira, 1º, não obteve resposta.

Como última alternativa a Confederação Brasileira de Futebol pode indicar um novo estádio para realização do primeiro jogo da Copa do Brasil entre Rondoniense e Cuiabá-MT. Como o prazo para os clubes do interior de Rondônia ainda é distante, nenhum laudo foi entregue, e caso aconteça essa nova indicação de estádio, o jogo deve ser realizado fora de Rondônia.

Paulo também afirmou que os laudos que ainda estão pendentes do Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária devem ser entregues na tarde desta quarta-feira.

- Ontem tivemos a visita tanto do Corpo de Bombeiros, como Vigilância Sanitária, e a previsão para entrega da documentação que está pendente é para essa tarde. Os principais reparos já estão sendo providenciados e estamos trabalhando para que o jogo aconteça.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS